Os livros da minha vida

Hello guys! Hoje o post é inspirado na Fani, personagem principal de Fazendo meu Filme da queridíssima Paula Pimenta. Bem, logo no começo do livro Fani nos apresenta uma lista com os filmes da sua vida. Achei muito legal e, por isso, resolvi adaptar a ideia para os meus livros. Já vou adiantar que farei uma resenha completa sobre todos os que aparecem aqui e eu ainda não postei, mas hoje escrevi um breve resumo sobre como me identifiquei com cada um. Selecionei dez livros para citar. É claro que existem bem mais que foram especiais para mim e todos contribuíram de alguma forma em minha vida, mas não posso ficar listando quase 400 livros aqui não é?! Então tive que me decidir entre alguns deles.

Começo então com A mulher do viajante no tempo de Audrey Niffenegger. Este livro é daqueles que você lê com lençinhos de papel, chocolates e um cobertor do lado. A autora conseguiu criar uma história mágica, universal, complexa e que, ao mesmo tempo, fala sobre algo tão simples como o amor. Henry DeTamble é um viajante do tempo. De uma hora para outra, sem qualquer aviso, ele é transportado para outra época sem levar consigo nem as roupas. Dá pra imaginar que isso é um pequeno infortúnio na vida de Henry. Mas é através de uma dessas viagens que ele conhece seu grande amor. O detalhe é que quando ela o conhece é apenas uma criança, enquanto ele é adulto e já está casado com ela (?) (sim, é de dar um nó na cabeça!). Assim, entre idas e vindas em diversas épocas conhecemos o romance dos dois. O livro é um exemplo tão grande de amor incondicional, de como podemos superar qualquer coisa (até mesmo viagens no tempo) para estar ao lado de quem gostamos. É lindo e triste ao mesmo tempo presenciar a tristeza de Henry ao ter que partir subitamente e não saber quando irá voltar e se irá voltar para o seu amor. Com certeza vale a pena se encantar com este mundo mágico e tão lindo criado por Audrey Niffenegger!

Essa é uma das minhas séries preferidas de Meg Cabot e este último volume, Missing You, é simplesmente perfeito. Não vou poder falar muito sobre o enredo porque a série recém foi lançada aqui no Brasil pela Galera Record (aliás, demorou hein!) e não quero dar spoiler sobre os outros volumes. Enfim só posso dizer que o final vale a espera do lançamento dos demais livros. Jess e Rob são um casal PERFEITO, LINDO E SENSACIONAL. O amadurecimento de Jess neste último livro é surpreendente, ela finalmente percebe que socar os outros nem sempre é a solução (embora muitas vezes seja)! Meg como sempre mostra sua genialidade, nada do que ela escreve consegue ser menos do que maravilhoso! Quem não lê em inglês e não quer ler em e-book terá de esperar um tempo para saber o final, mas recomendo que esperem, pois nada se compara ao prazer de virar as páginas, sentir o cheirinho de livro novo e poder guardá-lo na sua coleção!

Ahhh pausa muito longa para um suspiro enquanto lembro deste livro! “Tem alguém aí?” é de longe a obra que eu mais amo da Marian Keyes. Anna Walsh (adoro essa família!!!) tem o Melhor Emprego do Mundo, a família mais louca do mundo e o melhor marido do mundo (impossível não se apaixonar por Aidan Maddox!). Mas tudo muda quando, após sofrer um acidente ela fica um tempo na casa dos pais e ao retornar descobre que seu marido, o amor de sua vida sumiu. O livro é simplesmente maravilhoso, o romance entre Aidan e Anna é super bem abordado. Eles são tão perfeitos e ela relembrando todo o início do namoro e o casamento dos dois é muuuito fofo! Chorei horrores com esse livro, torci muito para estar errada sobre os acontecimentos e quando descobri que não estava chorei mais um monte. Marian Keyes é outra gênia literária, pois consegue imprimir em suas obras muito sentimento e veracidade. Todas as suas personagens são mulheres fortes, engraçadas e geralmente tem um problemão pela frente. Tenho que dizer que não fiquei o tempo todo chorando não. Algumas situações do livro são divertidíssimas, Anna passa por momentos cômicos e a descrição de suas roupas para o trabalho me rendeu ótimas risadas. O livro tem um preço bem alto (tanto que ainda não o comprei, li na biblioteca da faculdade), porém vale cada centavo gasto e se eu não o tivesse a disposição gratuitamente teria comprado antes como fiz com outros da Marian. Leiam, mas com lencinhos e chocolate ao seu alcance!

Não tenho nem por onde começar a explicar ou comentar o quanto Jogos vorazes de Suzanne Collins é bom. Aliás, ele não é só bom, é ÓTIMO, PERFEITO e MARAVILHOSO. Demorei um tempo para adquiri-lo por causa do preço (dinheiro é sempre um problema) e tinha tantas expectativas em cima dele pelas inúmeras resenhas discorrendo elogios sobre a excelência da obra que fiquei com medo de me decepcionar. Mas com certeza não foi o caso e venho me juntar à legião de pessoas que só sabe falar das maravilhas deste livro. Suzanne conseguiu, usando seu dom para uma escrita impecável, um enredo novo e criativo, com personagens complexos, em uma trama extremamente igualmente complexa e que ainda assim me encantou pelos pequenos detalhes, fragmentos de sentimentos de cada um dos competidores dos jogos. Pois no mundo de Katniss é matar ou morrer. Não dá pra falar muito sobre a trama neste post porque em breve farei uma resenha completa sobre ele (o que demanda muito tempo e espaço). Por isso só tenho a dizer: leiam e se surpreendam de verdade!

“Lembra de mim?” de Sophie Kinsella é um livro lindo. A personagem é tão empolgante, engraçada e divertida que recomendo a todas as mulheres que adoram um bom chick-lit (a boa e velha literatura de mulherzinha) que leiam e se apaixonem. Esta história é quase um conto de fadas. Imagine, de repente, acordar em um hospital e descobrir que você perdeu a memória e não se lembra de nada dos últimos dois anos. Imagine ainda que você não escolhesse nenhum homem que presta e não tivesse nada de grana, mas ao acordar descobre que nestes dois anos você se casou com um homem rico e lindo, foi promovida a um cargo executivo na empresa, mora em um apartamento de luxo, andava em um carro caríssimo quando se acidentou e não tem mais contato com nenhum amigo do qual você se lembra. Parece um sonho, mas aos poucos vamos percebendo com o livro que não é bem assim. O tocante da história é o esforço que a personagem faz para se adaptar ao estilo de vida que levava, mesmo sem se lembrar de como chegou até ele. A obra conta com trechos hilários e é muito divertida. O romance também está presente e, além de engraçado, é muito bonito. Adoro esta autora e já li tudo que dela foi publicado aqui no Brasil, porém este livro se sobressaiu pelo tanto que a história de amor me emocionou.

Amante Desperto de J. R. Ward é o terceiro livro da série A Irmandade da Adaga Negra. Só posso dizer que AMO MUITO todos os livros da série! Cada um fala sobre um dos integrantes da Irmandade e este tem enfoque em Zsadist, que é o meu preferido. Ele já sofreu muito na vida e todos o consideravam meio morto para o mundo. Ele tem toda uma fachada de bad boy e homem perigoso, mas no fundo vemos que tudo que ele precisava era amor. E isto ele encontra em Bella, uma linda vampira que vai balançar o coração negro de Zsadist. A estória é perfeita e contada de forma perfeita. Mas já vou avisando, é só para maiores de 18 anos hein! As cenas quentes do livro são bem narradas e eu gostei bastante, porém reconheço que são bem pesadas. Portanto só para safadinhas maiores de idade ok?!

Academia de Vampiros, série de Richelle Mead é a minha série do estilo YA sobrenatural favorita! E agora o que posso dizer sobre Rose e Dimitri (ahhh Dimitri Belikov, você roubou meu coração)! Se há uma personagem forte e batalhadora que merece (e ganhou) um final tudo de bom é a Rose. Ela é a criação perfeita! O entrosamento dos persongens é muito bem estruturado e a trama, apesar de ser dirigida ao público jovem-adulto é super complexa. Richelle criou uma sociedade vampírica totalmente original. O casal principal na verdade não é vampiro e sim dampiro (ou damphir, no original) e são responsáveis pela proteção dos Moroi (vampiros bonzinhos) diante dos Strigoi (vampiros mauzinhos). Enfim, a série conta com seis livros, mas apenas três foram lançados aqui no Brasil por enquanto. Imperdível para todos os públicos de todas as idades!

Princesa para sempre de Meg Cabot é um livro sensacional. Como já disse, nada que essa mulher escreve pode ser ruim. Com certeza ela tem O DOM! Este é o último volume da série O Diário da Princesa e eu não poderia ter imaginado final mais perfeito. Esta série é muito especial para mim, pois a acompanhei durante minha adolescência, passando por todos os períodos que Mia passou junto com ela. Por isso conseguia entender e me identificar com os sentimentos e aflições da personagem. O desenrolar de toda a trama pode parecer superficial para muita gente, mas eu discordo. Mia é uma adolescente comum que nos mostra seu amadurecimento ao longo dos anos tendo de lidar com a condição de princesa. Isso não é nada fácil e por isso o final foi tão maravilhoso. Quando ela finalmente compreende que pode ser e fazer o que quiser, que os amigos e família que a apoiavam antes de ser princesa sempre estarão dispostos a ajudá-la. Mas que no caminho ela pode encontrar pessoas que podem se aproveitar de sua fama tanto quanto pode arrumar novos amigos tão bons quanto os antigos! Amei!

A Série Mortal de J. D. Robb entrou para minha lista por ser tão viciante. Quando comecei a ler não consegui parar de jeito nenhum! Eve e Roarke são o meu casal adulto favorito (adolescente, Rose e Dimitri de Academia de Vampiros, é claro). A relação dos dois vem em cada livro como uma constante evolução. Já li os 15 volumes lançados e os dois livros-meio que só estão disponíveis em inglês. Os mistérios e investigações são apresentados de forma instigante, além de trazer questões sobre ética e igualdade. Mas o que mais me agrada na série com certeza é o amor e o companheirismo do casal, que tem de lidar com as inúmeras diferenças entre os dois!

O chá do amor de Jennifer Donnelly me encantou com sua estória marcante, profunda e complexa. Já resenhei este livro no blog (link) e se vocês lerem entenderão minha paixão pela obra. Adoro personagens como Fiona, tão forte, destemida e corajosa! As choronas não fazem tanto o meu tipo. É claro que Fiona chora e se desespera em certas situações, mas não é pra menos, pois os reveses da vida dela não são poucos não!!! Teve horas em que tudo que eu queria era entrar no livro para consolá-la e dizer que tudo ia ficar bem. O romance, que para mim não pode faltar, também é peça fundamental da trama! Perdoar os erros de quem se ama é essencial para a vida e a questão da redenção é muito bem colocada!

Advertisements

5 comentários (+add yours?)

  1. gabi
    Abr 10, 2011 @ 20:51:25

    Eu quero muito ler O chá do Amor mas ele é meio carinho nas livrarias e a mesma coisa acontece com A mulher do Viajante no tempo, são livros que eu quero demais, mas não dá né… A coleção Diário da Princesa da Meg é maravilhosa, meu favorito é o último sem dúvida nenhuma! Já li e reli umas dez vezes. Adorei o post!

    gabi
    http://www.livrosevagalumes.blogspot.com

    Responder

  2. Mundo da Leitura
    Abr 10, 2011 @ 21:25:14

    Realmente o preço é bem alto, O chá do amor era R$ 59,00 mas eu ganhei 10% de desconto porque como compro muito aqui na livraria de São Léo eles sempre me dão esse desconto. Mesmo assim o preço é salgado, mas vale a pena viu, o livro é muuuuuuito bom. Já A mulher do viajante no tempo eu compre num sebo, dei muita sorte pois ele estava bem novinho e paguei R$ 20,00 😀 sempre procuro novidades nos sebos pq sempre é uma opção né?! Ahh nem fala, o Diário da Princesa é tããããão lindo, sou Michael Moscovitz forever!!!

    beijoo

    Responder

  3. Gisele Cirolini
    Abr 11, 2011 @ 11:35:22

    Oi, eu acabei de ler Quando cai o raio da Meg Cabot, não vejo a hora de ler o resto dos livros…
    E nunca li nenhum livro da Sophie Kinsella, quero muito ler!

    Bjus
    Gisele

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Abr 13, 2011 @ 11:19:10

      Ah Meg Cabot é DIVA né!!! E a Sophie, se você nunca leu vai amaaaar! Adoro todos os livros dela e quase morro rindo com a Becky Bloom!!
      Quando cai o raio é delicioso, você vai se apaixonar pela série!

      Beijoos

      Responder

  4. brenda
    Abr 17, 2012 @ 13:45:36

    eu li comentários dizendo q o livro A Mulher do Viajante no Tempo, tinha palavras imorais e até citaram algumas , é verdade ?

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: