Nora Roberts – A Cruz de Morrigan

Nora Roberts é uma das minhas autoras favoritas. Também, escritora de mais de 200 romances e autora da Série Mortal, sob o pseudônimo de J. D. Robb, até hoje não encontrei uma obra sequer que não me agradasse. Já li mais de 45 livros da autora e cada dia sou mais fã.

Apesar de falarem que a autora entrou na onda dos vampiros e embarcou no sucesso de Stephenie Meyer, parece que poucos se lembram o quanto Nora já escreveu romances sobrenaturais, como a Trilogia da Magia e a Trilogia do Coração. Sim, esta autora adora trilogias, como esta que hoje vos apresento: a Trilogia do Círculo, iniciada com A Cruz de Morrigan.

Como já deve ter ficado subentendido no parágrafo acima, esta é uma história de vampiros. Sim, mais um clichê. Mas também é uma trama totalmente nova, em que os vampiros não são os mocinhos controlados e adoradores de seres humanos, mas também não são os demônios horrendos e sem coração que temos visto por aí, pelo menos não todos. Claro que os vilões da história são os vampiros, mas o grande feito da autora foi encontrar um meio termo, ou seja: vampiros que possam ser íntegros, mesmo que a raça seja degradante. Mas eu estou me adiantando, afinal o protagonista da história não é nenhum vampiro e sim um feiticeiro.

Hoyt vive no século XII e está devastado com a morte de seu irmão. Sim, porque ao ser transformado em um vampiro, Cian teve seu destino selado para algo pior que a morte. A maléfica Lilith, criadora da raça vampírica, transformou pessoalmente o irmão de Hoyt, despertando-lhe o desejo de vingança. Como exímio feiticeiro, ele crê que poderá derrotar esta força do mal, mas a deusa Morrigan tem outros planos para seu súdito.

Lilith ameaça destruir todos os mundos em todos os tempos: presente, passado e futuro, com sua sede de sangue e poder. E Hoyt é o escolhido para formar um círculo que combaterá e destruirá o mal.

Assim, ele viaja ao tempo presente para recrutar seu irmão, agora séculos mais velho e a bruxa Glenna. Isso porque assim foi determinado: um feiticeiro, uma bruxa, um vampiro, uma erudita, aquele de múltiplas formas e um guerreiro, que formarão o círculo de seis e lutarão para salvar os mundos viu só, ela inovou, não é só salvar este mundo, mas sim todos os muitos outros que existem.

E é de um destes outros mundos que vem a erudita e o de múltiplas formas, Moira e Larkin, que viajaram de Geall para cá se unindo aos outros e treinando para a batalha que se aproxima.

Mas aí você deve estar se perguntando, onde entra o romance nessa história? É claro que não poderia faltar, afinal é Nora Roberts, a rainha do romance, que está escrevendo! Hoyt e Glenna, a bruxa, logo descobrem que tem bem mais em comum do que apenas a magia, e mesmo vivendo em um campo de guerra eles descobrirão que o amor pode surgir dos lugares e situações mais inexplicáveis.

Eu amei o livro, um dos meus favoritos da Nora com certeza. Ela soube explorar muito bem o lado sobrenatural, sem deixar de lado o sentimentalismo que tanto adoro. Seus livros sempre me encantam de uma forma ou de outra, mesmo sendo mais densos e carregados, como este.

O livro dá bastante medo de vampiros, mas também nos faz rir com Cian, um membro da espécie totalmente diferente, muito sarcástico e sensual. Amei ele! Mas também amei Hoyt e Glenna, com seu amor a toda prova o tempo todo.

Muito recomendado, A Cruz de Morrigan foi um excelente início para mais esta saga. Fiquei super ansiosa para ler O Baile dos Deuses, segundo volume que pretendo adquirir em breve.

Avaliação (de 1 a 5):

12 comentários (+add yours?)

  1. Luciana Mara (@LucianaMara)
    Out 21, 2011 @ 08:50:45

    Ei Adriana!
    A Nora é mesmo a rainha das trilogias. Ela é uma máquina! Não sei como tantas histórias diferentes saem daquela cabeça.
    Eu só li alguns livros da série mortal, acredita? Não li nenhum romance dela ainda, sem sobrenatural.
    Comprei A cruz de Morrigan em promo um dia desses! Pelo menos desta vez vc não vai me fazer falir.
    Ótima resenha!!!
    Bjins

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Out 21, 2011 @ 09:16:04

      Oi Lu!
      Eu amo a Nora demais!!!
      E como vc conseguiu ler só alguns da Série Mortal??? Eu sou viciada nela, não perco um volume, hehehe!
      Começou por um ótimo livro, acho q vc vai gostar😉

      Beijos

      Responder

  2. Camila - Leitora Compulsiva
    Out 21, 2011 @ 09:58:10

    Agora sim estou convencida a ler essa série!!
    Esse livro está passeando na minha estante e ainda não tive coragem de começar!! rs… Acabei me empolgando com uma promoção, mas depois fiquei em dúvida se gostaria ou não! O bom de começar a ler só agora, é que a continuação já foi publicada, né?? rs…
    Beijos
    Camis

    Responder

  3. Gabi
    Out 21, 2011 @ 12:52:40

    Eu já tinha ouvido falar dessa autora, fiquei surpresa com os 200 romances!! é muita coisa. Não sei se tenho interesse ainda em ler alguma coisa dela, acho que no momento não, mas em breve talvez eu acabe lendo.

    Gabi

    Responder

  4. Andy_Mon Petit Poison
    Out 21, 2011 @ 13:05:43

    Sempre tenho mto medo dos livros da Nora pq as sagas são ENORMES!!! Mas como esse é uma trilogia e td mundo está falando super bem, vou adicionar à minha lista😉

    Andy

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Out 23, 2011 @ 10:49:54

      Oi Andy!
      A maior saga dela é com o pseudônimo J. D. Robb, essa sim é enorme, mas de resto ela se baseia mesmo em trilogias ou livros únicos. Adoro a autora e com certeza é válido adicionar a sua lista, a Trilogia do Círculo está imperdível!!!

      Beijos

      Responder

  5. Lucas Martins
    Out 21, 2011 @ 20:32:09

    Nossa, a primeira resenha desta série que realmente me chama atenção! Nunca pensei muito em ler algo da Nora Roberts, mas de verdade, eu adorei! Parece muito interessante e pelas 5 estrelas, acredito não ser uma perda de tempo que nem ocorreu com alguns livros de vampiro que eu li.
    Já foi adicionado a lista, quero ler logo!
    Bjs!

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Out 23, 2011 @ 10:51:17

      Oi Lucas!!!
      Hahaha, “acredito não ser uma perda de tempo que nem ocorreu com alguns livros de vampiro que eu li” #euri!
      Nora Riberts soube mesmo como conduzir a narrativa, o livro ficou muito bom e vale a pena ser lido!!!

      Beijos

      Responder

  6. Juliana
    Nov 06, 2011 @ 12:16:15

    Comprei este livro ontem estava na promoção, achei a história bem interessante, que bom que não é esse clichê que os vampiros estão agora, vampiros são vampiros eles não brilham, nem são emos. Ótima resenha.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: