Oliver Bowden – Assassin’s Creed: Renascença

Antes de tudo, uma breve introdução sobre Assassin’s Creed: este título deve ser mais reconhecido pelos leitores do sexo masculino e que tenham, além do prazer pela leitura, um gosto especial para jogos de videogame. Assassin’s Creed é um jogo eletrônico de ação/aventura em terceira pessoa desenvolvido pela Ubisoft, lançado mundialmente em novembro de 2007 para os consoles PlayStation 3 e Xbox 360, e em abril de 2008 para Windows.

A história se ambienta em setembro de 2012, focando-se em Desmond Miles, um bartender sequestrado e levado ao laboratório das “Indústrias Abstergo”, que conduz pesquisas sobre memória genética. Através de sessões com Desmond, o jogador toma conhecimento de que ele é o descendente de Altaïr Ibn La-Ahad (Filho de Nenhum), um membro do Credo dos Assassinos de 1191, que esteve em uma missão de obter um Pedaço do Éden, um artefato capaz de criar ilusões, que provém dos Templários. Ao longo da história, é revelado que a administração do laboratório é uma versão moderna dos Templários e que eles estavam cientes da ascendência de Miles. Quando o real objetivo deles é revelado, o jogador toma conhecimento de que eles estão tentando localizar um Pedaço do Éden, o qual eles acreditavam estar escondido nas memórias de Desmond.

Para falar a verdade, fiquei meio chocada quando li estas informações sobre o jogo, porque isso não tem absolutamente nada NADA a ver com o livro.

E é sobre ele que falo agora, afinal chega de videogame, que não é o foco do blog. A primeira diferença “básica” que notei entre jogo e livro foi o protagonista, que é Ezio Auditore e não está em 2012 e sim na Itália Florença mais precisamente de 1476. Ele é um jovem de família importante, que não quer nada da vida a não ser aproveitar, entrar em brigas com a família inimiga os de’Pazzi e curtir a moça que ama. Mas sua vida muda drasticamente quando sua família é traída por uma conspiração e ele vê seu pai e irmãos serem enforcados em praça pública.

Fugindo do mesmo destino, ele encontra refúgio na casa de um tio. Lá ele descobre que seu pai fazia parte do Credo dos Assassinos, cavalheiros que protegiam o mundo da ameaça dos Templários. Em busca de vingança para este grupo que destruiu seu lar, ele é treinado para se tornar um membro do credo e, junto com ele, acompanhamos sua jornada de vingança, sangue e morte.

Só um parênteses, isso parece meramente parecido com o jogo? Porque eu acho que não… Sim, temos o Pedaço do Éden e o Credo dos Assassinos meio indispensável né, mas fora isso de onde saiu a história de Ezio e dos Auditore??? É o que ainda me pergunto!

Este livro foi lançado recentemente pela Record, mas curiosamente a minha edição é a 4ª!!!! De cara achei isso muito estranho e pesquisei avidamente no Tio Google, mas não encontrei nada que explicasse porque um livro que foi publicado há tão pouco tempo está na 4ª edição, então, se alguém souber por favor me avise😉 Sobre o edição em si a 4ª, hehe está muito bem graficada e editada, gostei da capa e dos detalhes do livro.

Agora, falando da narrativa, acho que Oliver Bowel deixou um pouco a desejar no quesito adaptação. O livro realmente parece um jogo, com fases e níveis em vários momentos. Não sei se é porque eu já sabia que era um jogo, mas haviam cenas em que não conseguia visualizar de outra forma que não em um videogame. Ora os acontecimentos se resolvem de forma fácil demais, ora não entendemos nada de todo o esquema que está sendo montado pelos personagens. Algumas coisas são mal explicadas, enquanto outros parágrafos se arrastam com explicações. Para mim estes foram os motivos que tiraram o brilho do livro, que tem um enredo capaz de conquistar a maioria dos leitores. A obra é repleta de ação e mistério, o que eu adorei.

****Editando! Olha que coisa boa o quanto eu aprendo com vocês!!! Depois de publicar o post meus queridos comentaristas me avisaram que este livro é baseado no segundo jogo pra vocês verem que eu nem fazia ideia então, tá explicado todo o mistério! Pelo que a Camis e o Francisco me disseram, o livro tem a ver com o jogo sim, mesmo que não com este primeiro, que eu contei a história ali em cima😉 Então, o jeito é acompanhar a série para ver como as coisas correm, mas o jogo não tem jeito, não sou muito fã de videogame não, hehe😛 ****

Um ponto positivo que eu tenho de exaltar é a inserção de personagens históricos, sendo o melhor de todos Leonardo da Vinci, de forma divertida e importante na trama. Para mim, que amo história e em particular a Renascença, foi maravilhoso acompanhar tudo pelo ponto de vista pelo autor!

Recomendo o livro para quem gosta de ação e história, mas não vão com muita sede ao pote, esperando uma trama perfeita, totalmente lógica e super bem amarrada, porque não é bem o caso de Assassin’s Creed.

Avaliação (de 1  a 5):

10 comentários (+add yours?)

  1. Camila - Leitora Compulsiva
    Nov 17, 2011 @ 09:25:21

    Oi Adri,
    Meu namorado é um grande fã desse jogo de videogame e logo que o livro foi lançado pedi um exemplar e dei de presente para ele! Se tudo der certo, semana que vem coloco no ar a resenha que ele escreveu!
    Percebi que, por não conhecer muito a história do videogame, você teve algumas dúvidas, né?! Bom, isso porque essa história é baseada no segundo jogo da franquia. Sei lá porque o Autor resolveu começar por essa história! O próximo livro será baseado no terceiro jogo, o terceiro livro no quarto jogo e acho que só o quarto livro contatá a história do primeiro jogo!! Maluco, né??
    Ao contrário do que você disse aqui, meu namorado falou que o livro tem bastante relação com o jogo, então agora fiquei hiper curiosa!! Acho que vou ler também!
    Beijos
    Camis

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Nov 17, 2011 @ 18:53:55

      Oi Camis! Olha menina, realmente fiquei muito em dúvida depois de ler o livro. Tudo ia bem, pesquisei sobre o jogo me deparei com essa história de Desmond, daí não entendi mais nada!!!
      Hahaha, ainda bem que vc veio me alertar! É provável que o livro seja mesmo fiel ao jogo, mas ao segundo, como vc bem disse, eu estava me baseando na história do primeiro…
      Estou curiosa pela resenha dele, e agora quero saber sua opinião também!

      Beijos

      Responder

  2. Francisco Souza
    Nov 17, 2011 @ 09:29:28

    Oi Adriana,
    Tudo Bem? Fazia um tempo que não dava uma passada aqui e estava sentindo falta. Vi esse livro na livraria e fiquei muito tentado a comprá-lo mais já tenho tantos pra ler que deixei passar. kkk.
    Mas tenho que fazer um adendo: O livro realmente fala do jogo, mas o jogo que você viu o enredo é o Assassin´s Creed 1 e o tema do livro é do Assassin’s 2 em diante, quando Ezio Auditore entra na história. O Jogo tem 4 volumes, sendo que o primeiro conta a história de Altaïr e do segundo e diante temos a história de Ezio.
    Quando olhei o livro me passou pela cabeça que o autor iria somente narrar as fazes do jogo e você acabou de me confirmar isso. Até o fato do Leonardo Da Vince ser importante e engraçado ao mesmo tempo.
    Me deu vontade de jogar tudo outra vez.
    Depois da uma passada lá no literata ok.
    Estamos com saudade.
    Beijo.
    Francisco – oliterata.blogspot.com

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Nov 17, 2011 @ 18:58:19

      Oi Francisco! Quanto tempo mesmo!!! Pois é, agora entendi o porque de tudo ser tãããão diferente do que eu li o.O Obrigada por avisar🙂
      Pois é, as vezes pareciam mesmo fases, do tipo, faça essa missão, volte para casa e depois faça essa outra!!!
      Hahaha, o Leo da Vinci é super importante mesmo né, adorei isso e ficou bem colocado além de divertido!

      Com certeza vou retribuir a visita!!!

      Beijos

      Responder

  3. Gabriele
    Nov 17, 2011 @ 13:03:44

    Oi Adri!

    Não faz meu estilo de leitura rsrs, mas eu adorei a resenha!

    Gabi

    Responder

  4. Claudia
    Nov 17, 2011 @ 19:16:12

    Oi Adri!

    Estou lendo esse mas não avancei bastante para concordar ou discordar, não sabia nada da história do videogame, achei legal o enredo do jogo, pena que o livro começa no 2° hehe

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Nov 17, 2011 @ 21:51:44

      Oi Cláudia! Depois quero saber o que vc achou😉
      Pois é, estranho começar pelo segundo mesmo, me deixou be confusa quando terminei o livro. Mas o enredo tem tudo para ser ótimo, só não gostei muito da forma como o autor conduziu em algumas partes…

      Beijos

      Responder

  5. Lucas Martins
    Nov 17, 2011 @ 19:31:57

    Ahhh, começa no segundo?! Putz! Rsrsr!
    Por mais que você tenha dado 3 estrelas, eu quero ler o livro. Um amigo meu tem (e é viciado no jogo, ao contrário de mim) e vou pedir o livro emprestado agora! Gostei da história, achei bem interessante.
    Eu odeio livros baseados em jogos ou roteiros de filmes, mas realmente quero lê-lo, por mais curioso que seja.
    Bjão, Adriana. Ótima resenha!🙂

    Responder

    • Mundo da Leitura
      Nov 17, 2011 @ 21:53:23

      Oi Lucas!
      Pois é, me confundiu bastante essa história!!!
      Olha, eu aconselho a leitura, porque a história vale a pena, o enredo é muito interessante! Só não gostei da forma como foi narrado em alguns momentos, mas mesmo assim não deixa de ser um bom livro🙂

      Beijos

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: