Richard Paul Evans – A Promessa

Encantador e surpreendente! Estes são os primeiros adjetivos que me vêm a mente quando penso nesta obra. A Promessa é um romance lindo, rápido e gostoso de se ler, que faz o leitor acabar a última página com um sorriso enorme no rosto e com uma história fantástica na cabeça. Não é uma leitura demorada, pois a narrativa de Richard Paul Evans flui facilmente e nos conquista logo de cara.

O livro conta a saga de Beth Cardall, uma mulher com um casamento estável, uma filha linda e um emprego, se não maravilhoso, suficiente para suprir a falta do que fazer durante suas tardes na década de 90.

Entretanto, em um belo dia como todos os outros, sua filhinha passa mal na escola e desde então tem crises constantemente. Os médicos não sabem dizer o que há de errado com a menina e em meio a tudo isso eclode um gigantesco drama familiar. Beth descobre que seu marido a traiu e o expulsa de casa. Mas o fardo de cuidar da filha, que agora recebe atenção redobrada, e sustentar sozinha uma casa somente com seu emprego em uma lavanderia não é fácil. Por isso ela recebe Marc novamente em casa, mesmo que seja apenas para ajuda-la e não para uma reconciliação.

Depois de muitas reviravoltas, eis que entra em cena o nosso protagonista. Em um dia de Natal, Beth conhece Matthew. Ele é encantador e parece conhecer mais de sua vida do que ela própra. Aos poucos ela vai conhecendo melhor este estranho, fazendo despertar uma paixão linda e um amor sincero.

Agora para tudo e me diz, você está pensando que este livro é mais um daqueles romances clichês da mocinha atormentada que o príncipe do cavalo branco vem salvar, não é? Sinto lhes dizer que quem pensou assim se enganou redondamente. O livro não é nada comum, com reviravoltas e surpresas a autora me deixou de queixo caído. A Promessa não foi nada, absolutamente nada do que eu esperava. Mesmo sendo um romance lindo, logicamente, a forma com que o autor o desenvolveu foi única!

Se você não quer nenhum spoiler não leia a próxima frase. O livro pode ser classificado como sobrenatural e me lembrou muito do filme A Casa do Lago. Pronto, agora vocês já tem uma idéia melhor do que os aguarda neste livro!

Com certeza recomendo a leitura, além da edição da Lua de Papel ter ficado lindíssima (como mostrei no último Volta ao Mundo), a trama é fantástica! Um romance diferenciado que vale a pena ser lido 🙂

Avaliação (de 1 a 5):

Anúncios