Concurso Cultural de Julieta Imortal – Novo Conceito

Olá queridos! Hoje venho, com orgulho, anunciar a nova promoção que a Editora Novo Conceito está lançando. Esta promo é um concurso cultural a respeito do livro Julieta Imortal, um lindo lançamento que está sendo bastante comentado pelos blogs Brasil a fora. Não se preocupem, não precisa ter lido o livro nem nada disso…

Para maiores detalhes, clique no banner!

 Os prêmios são fantásticos:

1° Lugar: Um jantar romântico para duas pessoas
2° Lugar: Um relicário personalizado do livro Julieta Imortal.
3° ao 5° Lugar: Um kit do livro Julieta Imortal (Sacola+Livro).

Para concorrer, você deve enviar uma carta para o endereço mencionado no banner respondendo à pergunta:

“Se você pudesse expressar um sentimento único, qual seria e por quê?”

Quero muito ler esta obra que já está vindo, mas vocês sabem como são os Correios e logicamente vou colocar minha mente no modo mais criativo possível para formular uma resposta bem legal 🙂 O concurso vai do dia 24/11 até 02/12! O regulamento completo você confere AQUI.

E então, essa é ou não é uma editora diferenciada? Quem mais traz tudo isso para nós, bookaholics aficcionados? Portanto quero ver todos participando e prestigiando esta inciativa tão bacana, ok 😉

Anúncios

Rick Riordan – Tequila Vermelha

Desde o seu lançamento, desejei fervorosamente este livro e o principal motivo foi a série infanto-juvenil do autor: Percy Jackson e os Olimpianos. Mas se você quer ler algo parecido com esta série, não recomendo Tequila Vermelha nem de longe! Este é um romance policial adulto, brilhantemente ambientado no Texas pelo autor.

Conhecemos Tres Navarre, um cara durão, machão e beberrão. Praticante de tai chi, este é um daqueles personagens estilo Jack Chang, que faz coisas incríveis em uma luta e bate primeiro para perguntar depois.

Tres ficou longe de sua cidade natal por 10 longos anos. Depois de ver seu pai, o xerife, ser assassinado diante da sua casa, ele foi embora esperando esquecer o trauma do passado.

Junto com ele foram as lembranças de seu amor, Lilian. Mas agora, dez anos depois, ele está de volta para assumir seu lugar ao lado dela e também para vingar a morte do pai.

Logo em sua chegada ele percebe que vai ser difícil se manter longe de problemas, e que alguém muito importante quer vê-lo bem longe das investigações, há muito arquivadas, da morte do xerife.

Pisando no calo de todo mundo que atravessa o caminho, Tres começa a descobrir algumas pistas e isso só faz com que sua vida corra mais e mais perigo. Lilian é sequestrada e ele não sabe o que fazer para encontra-la e qual seria a estranha ligação entre este sequestro e o assassinato de Jackson Navarre uma década atrás.

Com o humor característico de Rick Riordan, vamos acompanhando as desventuras de Tres Navarre em sua empreitada, rindo muito com sua ironia ácida e suas peripécias na tentativa de descobrir a verdade.

Gostei bastante do livro, porém apesar de ter lido rápido, achei a narrativa arrastada demais em certos trechos. Não gosto quando a trama se desenvolve em cima de longos parágrafos, situação que ocorreu em diversos pontos do livro.

Mesmo tendo adorado a veia policial com ação e suspense do autor, ainda achei que faltou “algo mais” para transformar a história de muito boa em perfeita. A edição da Record ficou linda, bem revisada e editada, adorei as botinhas com esporas no início de cada capítulo!

Se você não conhece o autor e deseja começar por algo mais adulto, este é o seu livro. Tequila Vermelha inicia uma série, com mais 6 livros publicados no EUA e que leva o nome do protagonista.

Avaliação (de 1 a 5):

Richard Paul Evans – A Promessa

Encantador e surpreendente! Estes são os primeiros adjetivos que me vêm a mente quando penso nesta obra. A Promessa é um romance lindo, rápido e gostoso de se ler, que faz o leitor acabar a última página com um sorriso enorme no rosto e com uma história fantástica na cabeça. Não é uma leitura demorada, pois a narrativa de Richard Paul Evans flui facilmente e nos conquista logo de cara.

O livro conta a saga de Beth Cardall, uma mulher com um casamento estável, uma filha linda e um emprego, se não maravilhoso, suficiente para suprir a falta do que fazer durante suas tardes na década de 90.

Entretanto, em um belo dia como todos os outros, sua filhinha passa mal na escola e desde então tem crises constantemente. Os médicos não sabem dizer o que há de errado com a menina e em meio a tudo isso eclode um gigantesco drama familiar. Beth descobre que seu marido a traiu e o expulsa de casa. Mas o fardo de cuidar da filha, que agora recebe atenção redobrada, e sustentar sozinha uma casa somente com seu emprego em uma lavanderia não é fácil. Por isso ela recebe Marc novamente em casa, mesmo que seja apenas para ajuda-la e não para uma reconciliação.

Depois de muitas reviravoltas, eis que entra em cena o nosso protagonista. Em um dia de Natal, Beth conhece Matthew. Ele é encantador e parece conhecer mais de sua vida do que ela própra. Aos poucos ela vai conhecendo melhor este estranho, fazendo despertar uma paixão linda e um amor sincero.

Agora para tudo e me diz, você está pensando que este livro é mais um daqueles romances clichês da mocinha atormentada que o príncipe do cavalo branco vem salvar, não é? Sinto lhes dizer que quem pensou assim se enganou redondamente. O livro não é nada comum, com reviravoltas e surpresas a autora me deixou de queixo caído. A Promessa não foi nada, absolutamente nada do que eu esperava. Mesmo sendo um romance lindo, logicamente, a forma com que o autor o desenvolveu foi única!

Se você não quer nenhum spoiler não leia a próxima frase. O livro pode ser classificado como sobrenatural e me lembrou muito do filme A Casa do Lago. Pronto, agora vocês já tem uma idéia melhor do que os aguarda neste livro!

Com certeza recomendo a leitura, além da edição da Lua de Papel ter ficado lindíssima (como mostrei no último Volta ao Mundo), a trama é fantástica! Um romance diferenciado que vale a pena ser lido 🙂

Avaliação (de 1 a 5):

Colleen Houck – A Maldição do Tigre

“Um romance delicado e uma aventura capaz de deixar o coração a mil por hora. Eu vibrei e roí as unhas. A Maldição do Tigre é mágico!”

– Becca Fitzpatrick, autora da série Hush, Hush

Ainda estou sem palavras para descrever minha surpresa com este livro! Eu fiquei encantada com esta capa desde o início, mas não esperava me envolver tanto na trama, ficando grudadas às páginas como fiquei. Quem sabe se eu tivesse dado ouvidos a Becca Fitzpatrick logo no início do livro, a surpresa não teria sido tão grande assim.

Começo esta resenha declarando que todos os fãs de YA books, particularmente aqueles que se encantaram com Crepúsculo e todos os seus derivados, mas sem excluir aqueles que detestaram a história dos vampiros, devem ler este livro. É realmente um must read, uma narrativa cativante, envolvente e emocionante.

Esta obra fala sobre Kelsey, uma garota como qualquer outra de nós, comum, que está saindo da escola e procurando empregos de verão para pagar a faculdade. Ela é órfã e mora com uma família adotiva, que cuida muito bem dela. Mesmo assim, eles não têm condições de bancar sozinhos as despesas da faculdade, por isso ela consegue um trabalho temporário em um circo que está se apresentando na cidade.

Já começo meus elogios pela ótima ambientação que a autora conseguiu dar ao mundo do circo. Mas o que eu mais percebi no começo do livro foi o quanto Colleen se preocupou em demonstrar naturalidade nas relações de família. Não gosto de livros onde os pais ficam esquecidos, geralmente parece que eles nem se importam se o filho sai por aí namorando seres sobrenaturais / salvando o mundo de ameaças alienígenas, etc. Neste não, mesmo sendo pais adotivos, eles são uma família bem normal, em que pude me ver inclusive.

Chegando ao circo, Kelsey vai conhecer a maior atração do espetáculo, o poderoso Dihren, um tigre branco fascinante. Ela imediatamente se sente atraída a ficar perto do tigre, compartilhando sua solidão. A garota lê para ele, desenha-o e passa suas horas livres ao lado da jaula de Dihren.

Depois de alguns acontecimentos inusitados, Kells vai ver toda a sua vida mudar e partir para uma aventura no meio da Índia, para salvar a alma condenada daquele misterioso ser.

Dihren, ou Ren, como ela passa a chamá-lo, é um antigo príncipe indiano, que foi traído por seu irmão Kisham. Os dois acabaram sendo amaldiçoados, vivendo sob a forma de tigre a maior parte do dia. Somente 24 minutos a cada 24 horas seriam concedidos em sua forma humana.

Preso e mantido em cativeiro, Ren não possuía nem mesmo estes 24 minutos, mas a chegada de Kelsey muda esse quadro e faz com que os dois acabem entrando em uma caçada sem igual, em busca de uma forma de quebrar a maldição.

“– Ren, por que sempre preciso segui-lo para o meio da mata? Que tal da próxima vez você me guiar até um belo spa ou quem sabe uma praia? O que me diz?

Ele fungou e continuou andando.

– Está certo. Mas você me deve uma depois dessa.

Caminhamos pelo restante da tarde.”

Página 156

O livro é contado de forma bem leve e divertida, alternando romance e tiradas sarcásticas, detalhes que eu AMO neste tipo de livro e que me deixam ainda mais admirada. Não é uma obra perfeita, algumas coisas poderiam ser melhor desenvolvidas e senti falta de certas explicações. Porém, a história de Colleen Houck é tão boa, mas tão boa, que isso acaba ficando em segundo plano quando avaliamos o todo.

“Com relutância ele me soltou e eu comecei a murmurar comigo mesma, queixando-me de tigres, homens e besouros. Ele parecia muito satisfeito consigo mesmo por sobreviver a uma experiência de quase morte. Eu praticamente podia ouvi-lo entoando para si mesmo: ‘Eu triunfei. Venci. Sou um homem, etc. etc.’ Sorri com desdém. Homens! Não importa de que século sejam, são todos iguais.”

Página 135

Kelsey e Ren são personagens maravilhosos. O Sr. Kadan, Kisham e todos os outros também não ficam para trás.

“– Bem, e como eu sei que é você de verdade? – indaguei.

Ele considerou minha pergunta por um momento e então baixou a cabeça para me beijar. Puxou-me de encontro ao seu peito, me segurando mais perto dele do que eu pensei ser possível, e seus lábios tocaram os meus. Seu beijo começou terno e suave, mas rapidamente tornou-se ávido. Suas mãos percorreram meus braços, meus ombros, e então seguraram meu pescoço. Envolvi sua cintura com os braços e me deliciei com o beijo. Quando ele se afastou meu coração martelava em resposta.

Assim que me vi capaz de falar novamente, disse:

– Mesmo que não seja você de verdade, eu fico com esta versão.”

Página 254

Sempre fui fascinada pela Índia: seus costumes, lendas e deuses são um prato cheio para construção de belas obras e incorporar tudo isso à um livro young adult foi uma jogada de mestre da autora. Ficou incrível, sem ser repetitivo ou chato. Gostei muito das passagens sobre a deusa Durga e a religião do país.

Isso tudo sem falar no romance tão bem explorado e desenvolvido. Kells, apesar de ter cometido muitas burradas do meio para o fim e ter me deixado morrendo de raiva, não é uma boba sonhadora. Muito pelo contrário, no geral sempre tem os pés no chão. A única coisa ruim é que ela parece ter incorporado Bella Swam no final do livro com todo aquele complexo de: “eu não mereço alguém como ele” e etc.

“Eu o fitei atônita. Ele era, para ser sincera, muita areia para o meu caminhãozinho. Eu jamais considerara a possibilidade de um relacionamento com ele. Sua pergunta me forçou a reconhecer que meu tigre de estimação, com quem eu me sentia totalmente à vontade, era, na verdade, um modelo de masculinidade.”

Páginas 168 e 169

Acho que me apaixonar por ele seria como mergulhar em um precipício. Seria ou a melhor coisa que me aconteceria ou o erro mais idiota que eu cometeria. Faria com que minha vida valesse a pena ou com que eu me chocasse contra as pedras e me arrebentasse completamente.”

Página 261

“Ren permaneceu calado por um momento.

– O que está querendo dizer?

– Estou dizendo… que eu sou o rabanete.

– E eu sou o que? O banquete?

– Não… você é o homem. Só que… eu não quero ser o rabanete. Quem quer? Mas sou realista o bastante para saber o que eu não sou e eu não sou um banquete. Quero dizer, você poderia estar comendo bombas de chocolate, pelo amor de Deus.

– Mas não rabanete.

– Não.

– Mas e se… – Ren fez uma pausa, pensativo – … eu gostar de rabanete?

– Você não gosta. Só não conhece nada melhor. (…)”

Páginas 321 e 322

Sobre o final, Colleen sua malvadinha, como foi nos deixar nesta angústia? Estou mais do que desesperada para ler O Resgate do Tigre, que segundo a Editora Arqueiro será lançado no primeiro semestre de 2012.

Seja pela capa e edição maravilhosas que a editora publicou, ou pela trama envolvente, este é um livro que vale à pena ser lido e que eu recomendo demais.

Avaliação (de 1 a 5):

Gena Showalter – A Paixão Mais Sombria

Um dos melhores livros de SMS até o momento! Como vocês já sabem, eu amo esta série sombria e sexy escrita por Gena Showalter, que possui elementos sobrenaturais marcantes, guerreiros lindos e maravilhosos e um “quê” de Irmandade da Adaga Negra.

Este é o quinto volume publicado no Brasil, e vem nos contar a história de Aeron, guardião da Ira. Desde o primeiro livro temos contato com este guerreiro atormentado, que sofreu um bocado no decorrer dos livros, além de aterrorizar os demais companheiros com sua brutalidade.

Livre da maldição que se abatia sobre ele graças à ajuda de Paris, guardião da Luxúria, ele agora pode se dedicar aos prazeres simples da vida, como exterminar os Caçadores da forma mais cruel possível, cuidar de Legião, sua amiga/bebê/companheira demônio e levar Paris a cidade de Budapeste para encontrar mulheres com quem Luxúria possa passar a noite sim, porque depois de perder sua amada, ele não deseja mais ninguém.

Mas o contato com Legião, que era uma das coisas que ele mais prezava na vida pois ela lhe lembrava uma família, sonho de Aeron é interrompido com a presença de um anjo que segue o guardião. Este anjo impede que o pequeno demônio fique junto de Ira, o que causa extrema revolta no guerreiro.

Já começamos a acompanhar a trama do anjo e de Aeron desde o livro anterior, mas logo no início de A Paixão Mais Sombria conhecemos Olivia. A misteriosa presença que o guerreiro sentia na verdade era uma anja, que recebeu a missão de matá-lo. Porém ela acabou se apaixonando, e por sua recusa em completar a tarefa suas asas lhe foram arrancadas. Ela caiu no inferno e saiu de lá em busca de seu amor proibido.

Qual não é a surpresa de Aeron ao ver uma linda anja caminhando ou tropeçando, na verdade por seu gramado. Ele não quer nada com ela e só pensa em se livrar da moça, assim poderá conviver novamente com Legião. Mas os conhecimentos de Olivia são de muita utilidade na luta contra os Caçadores, por isso todos decidem mantê-la por perto e Aeron não tem muita escolha a não ser ajuda-la.

O mais interessante de todo livro é que a autora usou e abusou de tiradas sarcásticas, sensualidade e ação para narrar esta história. Como eu disse antes, foi um dos que eu mais gostei e isso se deve em grande parte ao fato de ter rido altas vezes com as passagens da obra. Olivia e Aeron formam um casal entrosado, que cativa o leitor logo de cara. Apesar da moça ser um tanto ingênua, ela não é boba e não deseja ficar parada esperando as coisas caírem no seu colo. Mesmo que não saiba direito o que faz, ela é decidida e inteligente, característica que prezo muito em protagonistas femininas.

Se você gosta de romance, ação e aventura, com muito sobrenatural, mitologia e fantasia, esta é a sua série. Mas atenção! Recomendo apenas para quem gosta do estilo, quem leu séries como IAN, Midnigth Breed, entre outras, e não gostou, provavelmente também não gostará dessa.

Avaliação (de 1 a 5):

Resultado da promoção A princesa à Espera

Bom dia pessoal! Hoje é dia de revelar o ganhador da promoção do exemplar de um dos livros da coleção O Diário da Princesa da diva Meg Cabot.

Gostaria de agradecer a participação de todos e o apoio do Sebo Livronauta, que é o patrocinador deste sorteio e também quem enviará o prêmio ao vencedor.

Sem mais delongas, vamos ao resultado. Lembrando que este é um sorteio realizado pelo random.org.

E a sortuda foi:

Parabéns Juliana Pires!!!

Enviei um e-mail para você, e aguardo seus dados no prazo de 48 horas. Casa não responda neste período, será realizado um novo sorteio. Relembrando que o envio será por conta do Livronauta.com.br

E um último recadinho: Participem da promoção de Qual Seu Número? que eu e a Novo Conceito estamos sorteando. Vale até o dia 02/12!

Promoção Qual Seu Número?

Olá queridos leitores! Como prometido, venho trazer esta mega promoção para vocês, que terão a chance de ganhar este livro maravilhoso que foi cedido gentilmente pela Editora Novo Conceito. Para participar, basta seguir algumas regras simples chato, mas necessário e contar com a sorte!

REGRAS

  • Ter um endereço de entrega no Brasil
  • Preencher corretamente o formulário
  • Deixar um comentário neste post com a frase: “Quero conhecer as aventuras de Delilah em Qual Seu Número?” para validar sua participação.

Se você quiser mais chances de ganhar, fique atento aos pontos extras.

PONTOS EXTRAS

  • Seguir o @MundoLeitura no Twitter +1 número
  • Seguir a @Novo_Conceito no Twitter +1 número
  • Assinar as postagens do blog +1 número
  • Divulgar (no máximo uma vez por dia) a seguinte frase no Twitter, Facebook, blog, Skoob ou outra rede social: “O @MundoLeitura em parceria com a @Novo_Conceito te darão Qual Seu Número, corra e participe http://wp.me/p1trrH-ri” +1 número
A promoção vale até a meia-noite do dia 03/12 e o sorteio será realizado no dia 04/12, através do random.org. O ganhador terá 48 horas para me fornecer seus dados após o envio do meu e-mail. Não havendo contato neste prazo, será realizado um novo sorteio.
Participem e boa sorte à todos!!!

Previous Older Entries Next Newer Entries