Carole Matthews – A Dieta das Chocólatras

Este é o livro de Janeiro do Desafio Literário 2012, cujo tema era gastronomia. A Dieta das Chocólatras é a sequência de O Clube das Chocólatras, chick-lit que li no ano passado e AMEI!!!

O livro começa exatamente onde terminamos o outro, assim continuamos acompanhando a vidas dessas quatro mulheres unidas pelo amor ao chocolate. A narradora ainda é Lucy Kincaid, a mais divertida de todas as personagens!! Ela terminou o outro livro com um belo romance em mãos, mas nesta sequência acaba percebendo que a vida não é um mar de rosas.

Lucy é aquela típica personagem chicklitiana que me dá nos nervos diversas vezes. Mesmo sabendo que está fazendo a coisa errada, ela persiste na burrice, o que as vezes me fazia querer entrar no livro e chacoalhar a moça.

As outras integrantes do Clube também não fogem à regra. Autumn, apesar de ter resolvido a questão amorosa, agora enfrenta o drama de apresentar à família extremamente conservadora o seu namorado negro, pobre e que não joga golfe!!! E ainda temos a volta do irmão, dependente químico, Richard para assombrar ainda mais a vida da moça, prejudicando seu namoro.

Chantal, a maníaca por sexo, deseja profundamente restaurar seu casamento. Mas essa não é uma tarefa simples, afinal traição demora para cicatrizar… Ela e Ted tentam dar um rumo ao casamento, mas ele quer filhos e ela, não. Mas será que depois de tudo que aconteceu ela realmente não tem esse desejo? Isso é o que o leitor vai acompanhando e descobrindo aos poucos.

Já Nadia, para mim, foi quem teve um drama mais pesado. Seu marido era tão viciado em jogo que quase perdeu a casa, mas agora depois de uma separação ele parece estar mudado e ela decide dar uma chance ao casamento. Porém, como eu disse, nunca é tão fácil assim superar um vício…

Essas são as chocólatras, mulheres com muitos problemas e motivos para chorar, mas que encontram no Paraíso do Chocolate um motivo para voltar a sorrir. Unidas pelo amor à este doce único, elas se ajudam, prosperam e fazem votos de amizade eterna.

Como no livro anterior, somos colocadas por dentro de todos os tipos, marcas e sabores de chocolate possíveis. Alguns eu pude reconhecer, pois são internacionais, outros, só indo para os EUA para saborear!!!

Este livro, apesar de ter temas bastante pesados, é uma obra leve, descontraída e muito divertida. Você pode gargalhar horrores com os diálogos das personagens, com o casal gay que administra a chocolataria, e principalmente com Lucy, a mais desastrada e indecisa de todas.

Com certeza recomendo muito o livro, quem gostou de O Clube das Chocólatras ou de livros parecidos, com certeza irá amar!

Avaliação (de 1 a 5):

Anúncios