Carole Matthews – A Dieta das Chocólatras

Este é o livro de Janeiro do Desafio Literário 2012, cujo tema era gastronomia. A Dieta das Chocólatras é a sequência de O Clube das Chocólatras, chick-lit que li no ano passado e AMEI!!!

O livro começa exatamente onde terminamos o outro, assim continuamos acompanhando a vidas dessas quatro mulheres unidas pelo amor ao chocolate. A narradora ainda é Lucy Kincaid, a mais divertida de todas as personagens!! Ela terminou o outro livro com um belo romance em mãos, mas nesta sequência acaba percebendo que a vida não é um mar de rosas.

Lucy é aquela típica personagem chicklitiana que me dá nos nervos diversas vezes. Mesmo sabendo que está fazendo a coisa errada, ela persiste na burrice, o que as vezes me fazia querer entrar no livro e chacoalhar a moça.

As outras integrantes do Clube também não fogem à regra. Autumn, apesar de ter resolvido a questão amorosa, agora enfrenta o drama de apresentar à família extremamente conservadora o seu namorado negro, pobre e que não joga golfe!!! E ainda temos a volta do irmão, dependente químico, Richard para assombrar ainda mais a vida da moça, prejudicando seu namoro.

Chantal, a maníaca por sexo, deseja profundamente restaurar seu casamento. Mas essa não é uma tarefa simples, afinal traição demora para cicatrizar… Ela e Ted tentam dar um rumo ao casamento, mas ele quer filhos e ela, não. Mas será que depois de tudo que aconteceu ela realmente não tem esse desejo? Isso é o que o leitor vai acompanhando e descobrindo aos poucos.

Já Nadia, para mim, foi quem teve um drama mais pesado. Seu marido era tão viciado em jogo que quase perdeu a casa, mas agora depois de uma separação ele parece estar mudado e ela decide dar uma chance ao casamento. Porém, como eu disse, nunca é tão fácil assim superar um vício…

Essas são as chocólatras, mulheres com muitos problemas e motivos para chorar, mas que encontram no Paraíso do Chocolate um motivo para voltar a sorrir. Unidas pelo amor à este doce único, elas se ajudam, prosperam e fazem votos de amizade eterna.

Como no livro anterior, somos colocadas por dentro de todos os tipos, marcas e sabores de chocolate possíveis. Alguns eu pude reconhecer, pois são internacionais, outros, só indo para os EUA para saborear!!!

Este livro, apesar de ter temas bastante pesados, é uma obra leve, descontraída e muito divertida. Você pode gargalhar horrores com os diálogos das personagens, com o casal gay que administra a chocolataria, e principalmente com Lucy, a mais desastrada e indecisa de todas.

Com certeza recomendo muito o livro, quem gostou de O Clube das Chocólatras ou de livros parecidos, com certeza irá amar!

Avaliação (de 1 a 5):

Anúncios

Volta ao Mundo em Sete Dias #26

Olá people! Como estão?

Nossa, que semana agitada essa, eu hein!!! Tenho muitas novidades sobre o blog para contar pra vocês.

A primeira novidade, vocês já devem estar percebendo ao olhar para o post! É que eu resolvi começar a gravar a minha caixa de correio em vídeo 🙂 Então, de agora em diante, tudo que eu recebi e o que li durante a semana será mostrado neste vídeo e postado aqui, na coluna Volta ao Mundo! Espero que vocês gostem!!!

A segunda novidade vem acompanhada de grandes mudanças. Como vocês sabem, o blog está crescendo e nada me dá mais prazer do que isso. Essa semana, inclusive, vocês já puderam ver a minha felicidade ao receber um recado da Diana Peterfreund na minha resenha de Tap & Gown (surtei geral)!!

Com este crescimento, e levando em consideração as limitações e avanços do WordPress (plataforma em que o blog está hospedado), optei por comprar um domínio próprio para a hospedagem do Mundo da Leitura. Isso vai trazer algumas mudanças básicas na estrutura do blog. Provavelmente semana que vem seja mudado o endereço (é um processo demorado, visto que tenho de migrar todos os posts e comentários) e junto com essa mudança o layout do blog também terá que ser mudado (o tema que eu tenho do WordPress free não pode ser usado em domínio próprio, infelizmente).

Não sei ainda como vai ficar, até porque o tema que vier será provisório. Eu já negociei a compra de uma template que com certeza irá deixar o blog maravilindo e a minha cara *-* mal posso esperar! Essa mudança para o layout definitivo ainda vai demorar mais uns dois meses para ocorrer, portanto, aguardem! Só para vocês terem uma dica, olhem que coisa mais fofa o blog da designer que irá montar o layout novo do blog!!! Tive um treco quando vi o Fluffy pela primeira vez, porque ele é basicamente o meu sonho de consumo em termos de blog *-* Enfim, espero que eu consiga fazer do Mundo da Leitura um cantinho tão lindo assim como esse 🙂

Queria avisar que dia 28/01, no próximo sábado, vai ter evento de Silêncio, promovido pela Intrínseca, em várias capitais, inclusive Porto Alegre. Quem quiser conferi as datas e horários das outras cidades, eu deixo aqui também:

Porto Alegre: 28 de janeiro, às 16h, na Livraria Cultura – Bourbon Shopping Country

 Brasília: 28 de janeiro, às 16h, na Livraria Cultura – Casapark Shopping Center
Fortaleza: 28 de janeiro, às 16h, na Livraria Cultura – Shopping Varanda Mall
Rio de Janeiro: 28 de janeiro, às 15h, na Livraria Cultura – Shopping Fashion Mall
Belo Horizonte: 28 de janeiro, às 14h, na Leitura Megastore BH Shopping

E agora, com vocês, o meu primeiro vídeo \ô/

Livros recebidos:

  • A Dieta das Chocólatras – Carole Matthews
  • Príncipe Sombrio – Christine Feehan
  • Ele diz sim, ela diz não – Jeff Kahn e Annabelle Gurwitch
  • Silêncio – Becca Fizpatrick

Livros lidos na semana:

  • Como (quase) namorei Robert Pattinson – Carol Sabar
  • Estrela da Noite – Alyson Noël
  • Infinito – Alyson Noël
  • A Dieta das Chocólatras – Carole Matthews
  • Runaway – Meg Cabot
  • Silêncio – Becca Fizpatrick (siiim, consegui ler ô/)

Outros:

  • Minha agenda de 2012 \ô/

Livros Desejados #7

Resgatada do fundo do baú, livros desejados é uma coluna onde eu mostro quais os livros que estão no topo da minha lista de compras! Confiram abaixo:

Silêncio – Becca Fiztpatrick

Não é por acaso que este é o primeiro da lista! Eu simplesmente necessito saber qual é a dessa continuação!!! Sério, depois do final OMG de Crescendo, vou surtar se não obtiver o livro logo!

A Dieta das Chocólatras – Carole Matthews

Eu amei O Clube das Chocólatras e sempre quis muito ler a continuação. Este é o livro do mês de janeiro do DL 2012, cujo tema é culinária, então tenho que me apressar em lê-lo!

A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor-de-Rosa – Risa Green

Este livro será minha primeira leitura do Debut Author Challenge e pretendo lê-lo ainda este mês. A sinopse é promissora e a capa, muito fofa!

Príncipe Sombrio – Christine Feehan

Outro livro que estou me coçando para comprar! Falando sério, eu AMO esses romances sobrenaturais maravilhosos que a Universo dos Livros lança!!!

Ele diz sim, ela diz não – Jeff Kahn e Annabelle Gurwitch

A capa me chamou a atenção em uma das minhas visitas à Saraiva e, depois de ler essa resenha da Vivi – blog Recanto da Chefa – eu definitivamente preciso ler!

Nora Roberts – O Vale do Silêncio

Resenha sem spoilers! Para ler resenha de A Cruz de Morrigan e O Baile dos Deuses, clique sobre os títulos.

Um desfecho muito bom. Assim poderia ser definido o último volume da Trilogia do Círculo, saga que iniciou Nora Roberts no mundo dos vampiros. Estava com altas expectativas em cima deste livro o que sempre atrapalha, até porque o romance que ele abordaria prometia ser o mais espetacular. E foi mesmo um romance lindo, mas ainda senti que poderia ser melhor.

Cian e Moira não poderiam ser mais diferentes e terem abismo maior entre si. Ele é um vampiro antigo, que já viu muita coisa neste mundo e sempre aparenta não ter sentimentos. Já Moira é a rainha de Geall, uma erudita que teve seus pais mortos por outros da espécie de Cian.

O povo de Moira não recebe muito bem o vampiro e encara sua presença como uma ameaça, o que dificulta ainda mais uma aproximação. Mas ele são parte do Círculo de seis, e por este motivo estão destinados a se unirem, mesmo com tanta influência negativa externa.

O livro narra os últimos preparativos para a batalha final contra a poderosa e temida Lilith, acompanhamos mais a vilã neste livro, com passagens dela e seus súditos, o que eu gostei muito. É bacana podermos ver o outro lado da moeda e outros pontos de vista. Adorei especialmente Davey, o “filho” da vampira, que teve um papel importante na trama.

Realmente a única coisa que me desapontou de certa forma foi o romance de Cian e Moira. Por ele ser um vampiro eu estava esperando… não sei, mais alguma coisa, algo que faltou. Bem confuso, eu sei. Mas não consigo precisar o que é, sabem quando sentimos falta de algo e não conseguimos dizer o quê? Foi mais ou menos assim.

Não que não tenham cenas sexy e divinas de amor e paixão, claro que tem é Nora Roberts escrevendo afinal, mas acho que Cian perdeu um pouco a característica da acidez e do sarcasmo, que eu tanto amava, para se tornar um cordeirinho apaixonado muito rápido. O início do caso poderia ser mais lento, trabalhado em fogo brando!

Mesmo assim, como já disse, adorei o livro, achei um final muito bom e entrou para minha galeria de séries da Nora favoritas. O foco diferenciado que ela deu aos vampiros deu um charme especial à Trilogia do Círculo.

Recomendo para os amantes da literatura sobrenatural adulta nada de crianças lendo, ok!

Avaliação (de 1 a 5):

Gail Parent – Sheila Levine está morta e vivendo em Nova York

Esta foi uma das leituras mais difíceis do ano, acho que só perdeu para O Clube do Filme tão chato que nem resenhei e O Vendedor de Sonhos, do qual desisti por que eu ainda tento ler autoajuda? Odeio este estilo mesmo… Sheila Levine está morta e vivendo em Nova York é considerado um dos primeiros chick-lits, escrito na década de 70 por Gail Parent.

A capa é fofa e me conquistou logo de cara. Mas o que me deixou mesmo com vontade de ler foi a seguinte citação da contra-capa:

 “Junte uma pitada de O Diabo Veste Prada, acrescente uma tigela bem cheia de Bridget Jones, uma colher de sopa de Marian Keyes, e leve ao fogo alto de Sexy and the City. Quando estiver cozido, depois de boas gargalhadas, retire do forno e cubra com Bergdorf Blondes a gosto.  Sirva acompanhado de deliciosas piadas judaicas. O humor inteligente e sagaz de Sheila Levine vai agradar em cheio os mais diversos paladares. Esqueça a dieta: é bem, bem mais gostoso do que bolo de chocolate quentinho.”

Depois da leitura, só me resta deixar o aviso: não acreditem em tudo que está escrito na capa, abas e contra-capa dos livro!!! As editoras mentem e mentem muito o.O

Sheila é uma garota judia que está desesperada para casar, sendo a palavra principal desta frase a desesperada. O livro, na verdade, é uma gigante carta de despedida de Sheila, contando a todos porque decidiu se suicidar aos 30 anos.

Ela sofreu pressão da família a vida toda para ter um belo casamento judio, marido e filhos perfeitos e uma casa cheia, mas não foi assim que as coisas se desenrolaram na vida dela. Acompanhamos todos os preparativos para o suicídio e até consegui rir de algumas partes, mas foi um humor fraco, nem um pouco comparável as divas que brilham hoje em dia escrevendo chick-lits.

Como o livro foi escrito há muito tempo, em uma época em que o mundo era diferente e as mulheres tinham maior obrigação de formar uma família, foi realmente difícil me colocar no papel da protagonista. Nem mesmo os chick-lits atuais, onde as mulheres caçam maridos o tempo todo são tão deturpados quanto a pobre mente de Sheila Levine. Todo tempo eu só pensava em gritar para a garota: vai à luta, esquece os homens, não fique com este babaca, você merece coisa melhor, etc, etc.

Outra coisa que me irritou profundamente foi o fato da narradora no caso, Sheila sempre se referir aos seus pais como pápis e mãmis: com acento e tudo. Só tenho um comentário a fazer, essas palavras ficam extremamente irritantes no decorrer do livro, não aguentava mais ler pápis e mãmis pra cá, pápis e mãmis pra lá!!! Gail Parent, você quis me enlouquecer!

Isso tudo somado ao fato da história começar num ponto e terminar exatamente do mesmo jeito faz com que o livro seja dispensável e, falando francamente, ruim. Não temos um personagem masculino digno, uma melhor amiga legal nem mesmo uma mãmis autoritária que se preste, a mãe de Sheila é só chata mesmo!

Os relacionamentos dela não dão em lugar nenhum e isso não muda durante toda a obra. Poxa, para que ler algo que não passa sequer uma mensagem positiva? O negativismo constante da personagem me deixou bem deprimida enquanto lia, o que é um dos principais motivos para não recomendar o livro.

Esta é a primeira resenha que faço onde avalio o livro com a classificação mínima, e realmente fico triste por constatar que perdi meu tempo com uma história que tinha tudo para ser boa, porém não conseguiu chegar perto de me agradar.

Avaliação (de 1 a 5):

Aprilynne Pike – Asas

Um livro jovem, leve e gostoso de se ler. Esta é a melhor definição que consigo encontrar para Asas, um romance sobrenatural muito fofo escrito por Aprilynne Pike e que nome é esse gente! O livro me conquistou de cara pela capa, muito bonita, e pela edição linda que a Bertrand desenvolveu.

A história fala de Laurel, uma garota adotada que sempre estudou em casa, pois morava em uma cidade pequena e a escola ficava muito longe. Agora que seus pais compraram uma livraria em uma cidade maior, ela finalmente terá de enfrentar a maldição do ensino médio, tarefa pela qual não está nem um pouco entusiasmada.

Logo no primeiro dia, porém, ela já faz amigos: David em especial. Ele é gentil com ela, a ajuda nas lições e a faz interagir socialmente. Seu grupinho nem liga para o fato de a menina ter hábitos alimentares bem estranhos para os padrões adolescentes (ela só come frutas e verduras).

Tudo estava indo bem para ela, mas de repente não mais que de repente, surge um caroço nas costas dela. Um caroço muito grande e que cresce cada dia mais. Certa de que irá morrer logo de um câncer, Laurel não sabe o que fazer e tem  medo de revelar aos pais o que está acontecendo. Sim, sim, típico de protagonistas deste tipo de livro as vezes me canso delas hehe!

Só que o caroço, depois de um tempo, dá lugar a algo mais bizarro e chamativo. E é aí que começa a história de verdade e os problemas de Laurel. Confesso que foi difícil desgrudar do livro, foi uma leitura bem rápida e bastante divertida. O tema fadas parece estar vindo com força total nos lançamentos, fato que muito me agrada por ser fã do gênero.

Os personagens são engraçados e bem desenvolvidos, assim como o resto da história. Mas apesar de toda maluquice criada pela autora, ainda achei que faltou alguma coisa para deixar a obra perfeita sabem?! Faltou aquele algo mais! Não sei bem explicar.

Um ponto extremamente negativo no meu ver foi a inserção de um triangulo amoroso bastante forte. Tão forte que não sei ainda qual dos dois mocinhos eu prefiro! Acho que nem Laurel sabe, na realidade. Não gosto muito quando temos dois personagens masculinos perfeitos disputando nossa atenção. Mas enfim, o jeito é esperar para ver e torcer para que a autora desenrole logo a trama

Mesmo assim o livro me surpreendeu bastante, confesso que não esperava gostar tanto dele, entretanto acabei me afeiçoando a narrativa e fiquei bastante curiosa para saber como se desenrolará a história.

Se você é daqueles que tem medo de séries pela falta de conclusão dos volumes pode ler sem medo, porque a trama é bem concluída e tudo menos a questão amorosa é resolvido em Asas! Recomendado 🙂

Avaliação (de 1 a 5):

Cally Taylor – O céu vai ter que esperar!

Amei este livro. Ah, como é fácil fazer uma resenha quando a gente gostou tanto da obra!!! “O céu vai ter que esperar!” de Cally Taylor foi uma grata surpresa. Esperava um chick-lit comum e me deparei com uma obra repleta de criatividade, emoção e romance. A história gira em torno de Lucy que está prestes a se casar com seu homem dos sonhos: Dan. Ele é o legítimo Príncipe Encantado® e é incrível como em poucas páginas eu já havia me apaixonado por ele.

O romance dos dois é muito fofo, ela está a todo vapor com os preparativos para o casamento e tudo se encaminha para o final feliz. Porém, um dia antes de trocarem as alianças, Lucy sofre um acidente (um tanto inusitado) e morre. Sim, isso mesmo, ela MORRE!!! Agora você deve estar pensando: então qual é a história??

Bem, o fato é que como ela morreu com negócios pendentes para resolver (ou seja ela deveria levar uma vida feliz e estável ao lado de Dan), e assim que chega ao limbo São Bob lhe dá duas opções: ou Lucy vai para o céu viver eternamente na paz ou ela pode voltar à terra como uma morta-viva e se conseguir cumprir uma missão em 21 dias poderá ser fantasma e ficar ao lado de seu amor deste jeito para sempre. E como ela não quer saber de ficar sem seu príncipe, aceita a missão sem pensar duas vezes.

Não vou revelar qual é esta missão porque é bem mais divertido ler e rolar de rir. Mas posso adiantar que nesta jornada ela conhecerá tanto pessoas quanto mortos-vivos incríveis e que vale a pena se encantar com esta história.

O final me deixou surpresa, certamente não esperava pelo que aconteceu. Mas foi totalmente genial por parte da autora e me deixou mais que satisfeita. Para os amantes de comédias românticas este livro com certeza é imperdível.

E é claro que eu não poderia deixar de elogiar e parabenizar a editora Bertrand Brasil pela maravilhosa edição. O texto é muito bem graficado e revisado e a capa é um show, linda e que tem tudo a ver com a trama do livro! Leiam!!!

Avaliação (de 1 a 5):

Previous Older Entries