Paula Pimenta – Minha Vida Fora de Série

Top ten dos melhores do ano, conheça seu mais novo integrante. Com certeza minha vontade é sair por aí espalhando aos quatro ventos: leiam este livro, eu amei, é mais que bom, é perfeito! E quando eu criei o Mundo da Leitura foi justamente com este propósito, contar a todos os interessados as minhas experiências com os livros, indica-los e recomenda-los. Esta obra, vou contar desde o início, está mais do que indicada. É praticamente uma obrigação de todo amante da leitura adquiri-la e saboreá-la!

Paula Pimenta é, possivelmente, a melhor escritora young adult brasileira da atualidade. Seus romances me encantam, me inspiram, me fazem chorar, sorrir e suspirar. Seus livros me fazem desejar um príncipe encantado, uma história de cinema (ou de seriado, no caso) e me fazem enxergar o lado mais positivo da vida. Seus livros são uma declaração de amor, em forma de histórias juvenis, mas muito mais adultas do que podemos imaginar.

Preparem-se para uma resenha gigante, porque cada vez que penso no livro tenho mais e mais vontade de falar sobre ele. Vou começar pela capa, que é linda! Vocês não terão ideia de como o trabalho gráfico ficou excelente até tê-lo nas mãos. E o cachorro me conquistou logo de cara, eu amo Golden Retrievers *-* Por isso, meus enormes parabéns à Autêntica, que deixou o livro tão perfeito!

A protagonista da obra é Priscila, uma das amigas de Fani, da outra série de sucesso da Paula. O curioso é que história se passa 3 anos antes da de FMF, o que faz com que conheçamos os personagens já tão queridos quando tinham 13 anos. Para conhecer as minha resenhas apaixonadas dos livros de Fazendo meu Filme, clique aqui.

Priscila acaba de se mudar para Belo Horizonte. Após o divórcio de seus pais, ela vai morar com a mãe em Minas Gerais, enquanto o pai e o irmão ficam em São Paulo. Além de deixar metade de sua família, ela também tem que se separar de metade dos seus animas de estimação. Isso porque não dá pra levar dois cachorros, um gato, um papagaio, um furão e um hamster para morar em um apartamento, não é? Por isso, ela leva “apenas” um cão, o gato e o hamster!

Mas a parte mais difícil é se adaptar a uma nova vida, sem seus antigos amigos, escola, etc. Para ajuda-la, sua prima Marina (que é um ano mais velha) a acolhe em suas asas. Mostra a cidade para ela, apresenta suas amigas e a leva ao clube. E é neste clube (substituto para a praia a qual ela estava acostumada), que ela conhece Marcelo. Ele é mais velho e a encanta imediatamente com sua beleza. Mas nem sempre o que é lindo por fora também o é por dentro… E essa é uma lição muito dura que a Pri irá aprender.

Ao longo dos capítulos vamos conhecendo ótimas citações de seriados (não sei como a Paula consegue tantas ótimas citações que se encaixam perfeitamente nos capítulos), que viraram a paixão da garota depois da mudança.

A adaptação na nova cidade acaba não sendo tão difícil quanto ela pensava e um certo Rodrigo vai ajudar muito no processo. O amadurecimento da personagem é visível, e me senti crescendo junto com ela ao longo de toda trama. Não dá nem pra explicar a beleza das frases, poemas e personagens que a autora cria, essa mulher é de outro mundo. Como bem está escrito na aba do livro “a Paula nem é gente de verdade, e sim uma personagem de algum conto de fadas que saiu por aí, fugida, querendo de qualquer jeito contar novas histórias”. Acho que o maior dom que o autor pode ter é te fazer sentir especial enquanto lê, e eu me sinto uma princesa quando leio os livros dela.

Não dá pra dizer se uma série é melhor do que outra, porque Fazendo meu Filme é divino e este também, ambos estão no mesmo nível para mim: LITERATURA OBRIGATÓRIA! Só acho que, se você ainda não leu FMF deveria começar por este, porque estará na ordem cronológica correta e não existirão spoilers, coisas que eu já sei sobre a Pri daqui a três anos!

E Paula Pimenta, tenho duas coisas a lhe dizer: a primeira é agradecer por me fazer tão feliz com estes livros lindos que você escreve. Sinceramente, tenho muito a agradecer mesmo. A segunda é um apelo na verdade: escreva o mais rápido possível, estou morrendo por FMF 4 e pela segunda temporada da vida fora de série da Priscila!!!

Para dar a vocês um gostinho do livro, vou deixar aqui o poema que eu mais gostei, quase me derreti lendo:

Ela tem

Ela tem estrelas nos olhos

E a lua crescente no sorriso

Se eu fosse astronauta no seu céu

Eu iria ao paraíso

Ela tem o sol nos cabelos

E um caleidoscópio no rosto

O vermelho da sua boca

Eu quero tanto saber o gosto

Ela tem jeito de fada

E um porte de princesa

Mas quando passa não enxerga

Que me deixa sem defesa

Ela tem sonhos secretos

E um corpo que vicia

Me tira o juízo e o sono

Me maltrata, me angustia

Ela tem tudo aos seus pés

E consegue seja o que for

Eu não tenho mais que o desejo

De um dia ser seu amor

Sério gente, quem não amaria alguém que escreve algo assim? Impossível não se apaixonar! Descubra muito mais beleza e romance lendo este livro maravilhoso, com certeza vale a pena!!!

Avaliação (de 1 a 5) deixando claro que se eu pudesse daria 10:

Anúncios

Paula Pimenta – Fazendo meu Filme 3: O roteiro inesperado de Fani

Fazendo meu filme 3 é divino! Sei que pode soar como blasfêmia, mas acredito na intervenção de Deus nesse caso. Afinal tudo que está aqui foi criado por Ele, não é?! E FMF me faz tão bem, faz bem a tanta gente na verdade, que só pode ser algo colocado aqui por uma razão maior. Tá, pode estar soando exagerado e tal, mas os livros são para muitas pessoas (entre elas esta que vos fala) um presente, uma dádiva, algo que te faz sorrir quando nada mais faz e muitas vezes uma fuga do mundo real! Os livros são para mim fonte de inspiração e de vida, são mais que um passatempo. Pode parecer brincadeira, mas boa parte da minha motivação para ir trabalhar de manhã cedinho (mesmo nestas manhãs geladas aqui do meu Rio Grande) é saber que isto me possibilitará adquirir mais e mais obras. E Fazendo meu Filme retrata tão bem, de forma tão linda e cativante, os anseios, medos, dúvidas, apegos de gente que assim como eu está naquela fase conturbada e transitória onde saímos definitivamente da infância e partimos para o mundo adulto.

Fani é uma personagem maravilhosa, acredito que todos que leiam consigam se identificar com ela. Paula Pimenta tem em sua escrita um quê de magia, um algo mais, algo que a possibilita se destacar entre tantas páginas novas que aparecem a cada dia no mercado literário. O enredo é de fácil compreensão, mas nem por isso acho que os dramas abordados sejam menos importantes. Afinal, quem nunca sonhou com um grande amor? Quem nunca sofreu decepções, desencontros, se apaixonou e acabou triste por isso? É impossível fazer uma resenha para este livro sem tornar isto pessoal porque esta é a relação que Paula consegue passar para o leitor, a de que você está ali vivendo tudo junto com a personagem. E este é, para mim, o grande diferencial da trama.

Se você ainda não leu os dois primeiros livros da série, POR FAVOR corra para livraria e compre hoje mesmo (e leia as resenhas que eu fiz para o blog aquiaqui). É sério, além de contribuir para a literatura nacional você ganhará lágrimas, sorrisos e toda felicidade que é possível se ter ao ler uma boa história de amor, amizade, encontros e desencontros. Falando neles, vocês devem ter reparado que os citei bastante. E isto tem um motivo. Neste terceiro livro, Fani volta para o Brasil depois de seu ano na Inglaterra. Porém ela logo percebe que obviamente o mundo não parou só porque ela estava longe e tudo está diferente em casa. A readaptação não é fácil, mas agora ela tem o Leo (ahhhhhhhhhh o Leo *-*), que apesar de se comportar de forma estranha nos primeiros dias de sua chegada, continua fofo, lindo e perfeito como sempre.

Mas como nada na vida são flores e Paula Pimenta sabiamente descreveu isto no livro, Leo tem um ciúmes possessivo de Fani e o ex-namorado gato-astro-de-hollywood anda à espreita atrapalhando a vida dos dois. Várias confusões e muitas lágrimas rolam neste volume. O final não é feliz, mas é realista. E não posso deixar de afirmar o quanto tenho grandes expectativas em cima do último livro da série que será lançado no fim deste ano (contando as horas aqui)! Mas sem pressão hein Paula, hehehe 😛

É claro que o drama amoroso de Fani não é tudo que há neste livro tão espetacular. Natália e Alberto DEFINITIVAMENTE roubaram a cena em diversos momentos em que eu chorei de tanto rir. Os e-mails trocados entre eles são TUDO e mais um pouco, sem palavras para descrever. Ana Elisa também teve destaque, choquei com tudo que aconteceu com ela (morram de curiosidade). A Gabi amadureceu muito neste volume, me encantei com ela! E não foi só ela que cresceu não, nossa protagonista está virando uma mulher adulta e foi ótimo poder acompanhar tudo assim de pertinho. Posso falar de todos eles com a intimidade de uma velha amiga, pois é assim que me sinto com relação a tudo ligado a Fazendo meu Filme.

Já deu pra perceber que eu não só recomendo, como exijo que você leia esta coleção inteirinha né?! E se depois você não gostar, me avisa porque te dou o telefone de algumas clínicas onde você pode se internar, hehehehe 😛

É por termos escritores tão bons assim em nossa terra que ainda acredito na literatura brasileira. Só não entendo como podem nos traumatizar com clássicos deprimentes na escola quando vemos tanta coisa boa nas livrarias por aí!!! Se ainda estivesse na escola, com certeza faria uma campanha para levar Paula Pimenta até ela (fica a dica) e queria muito que ela viesse fazer eventos aqui em Porto Alegre (que sonho, seria DEMAIS). Mas como sonhar não é pecado e não custa nada, quem sabe eu não vá até o Rio de Janeiro na Bienal e compre em primeira mão o livro da nova série que ela irá lançar?! Cruzem os dedos por mim!

Avaliação (de 1 a 5):

Paula Pimenta – Fazendo meu Filme 2: Fani na terra da rainha

Ahhh, nem acredito que já li este livro! Li em uma noite e agora só posso lamentar que ele já tenha acabado. FMF 2 consegue ser tão maravilhoso quanto o primeiro e trazer personagens e uma trama ainda melhor!

Paula Pimenta é com certeza a melhor escritora juvenil brasileira, “Meg Cabot” brasileira se preferirem. Fani é uma personagem tão rica, em uma estória tão fantástica que não tem como não se apaixonar. É um daqueles casos de amor à primeira página.

As aventuras de Fani na Inglaterra são deliciosas. As amizades que ela faz são incríveis e os diálogos por e-mail e chat me agradaram demais (não tem como não lembrar da série Garoto, da Meg)! Pena que ela e o Leo sejam tão cabeças duras!!! Os dois dão mancada neste livro e com isso acaba surgindo Christian (um deus grego na vida da menina). Achei muito legal ele ser tão parecido com ela em relação ao gosto por cinema, reforçou a ligação entre os dois. Mas tenho que confessar que meu favorito na disputa pelo coração da doce Fani ainda é o Leo.

Ele é tão doce e está sempre disposto a fazer algo pela garota, literalmente a idolatra. Quem não gostaria de ter um amor assim? E aquele final, o que foi aquele beijo? Simplesmente demaaaais! Quero ler logo FMF3, preciso dele urgente!!!!!!!!!

Esta série está mais do que recomendada, eu sinto tão bem na companhia da Fani. Me sinto com se estivesse viajando com ela, rindo, sofrendo e se emocionando juntinho da personagem. Quando comecei a ler só pensava em como era bom poder acompanhar um ano da vida de Fani tão de pertinho.

Leiam, leiam, leiam já!

Avaliação (de 1 a 5):