Volta ao Mundo em Sete Dias #4

Oi pessoal! Aqui estamos em mais um sábado com o post Volta ao Mundo! 🙂

Essa semana chegaram muitos livros legais, alguns até excepcionais, e confesso que já li todos!!! Comecei com Filha da Tempestade, da diva ruiva Richelle Mead, que é fantástico, a autora arrasou mais uma vez. Sério, essa mulher escreve bem demais, o único porém da obra foi a edição mal revisada, que me desgostou um pouco. Também li Estudos sobre Veneno, de Maria V. Snyder, primeiro volume da trilogia “As Lendas de Yelena Zaltana” que me surpreendeu MUITO! Eu esperava um livro bom, mas encontrei uma obra rica, mágica, romântica, um épico!!! Dá pra ver que eu me empolguei com este né?! A resenha já esta pronta e será publicada segunda-feira, aguardem!

Depois, li Terra de Sombras, terceiro volume da série Os Imortais, de Alyson Noel que me deixou chocada com a embromação da autora. Sinceramente, o livro não acrescentou praticamente nada à história, fora o fato de eu achar a Ever ainda mais burra que antes hehehe! Eu recebi o livro de uma troca no Skoob e fiquei feliz demais, a menina me mandou vários marcadores fofos e a obra está novinha em folha. 🙂

Houve também Glimmerglass – o encontro entre dois mundos, de Jenna Black que eu amei e já tem resenha aqui no blog! O livro é lindo, a capa, maravilhosa e o trabalho da editora foi muito bem feito! Eu já falei pra vocês que adoro a Universo dos Livros? Se não, estou contando agora! Os lançamentos deles são ótimos, os livros são bem revisados, as páginas, diagramação, etc. ficam muito lindas e o resultado final é um livro que vale a pena se gastar um bom dinheiro!!!

Ainda li Confie em Mim, mais um romance policial muito bom de Harlan Coben, autor cujas obras eu tenho uma paixão desenfreada! 😀 Falando neste livro, para mostrar a foto dele pra vocês eu tenho convidados especiais essa semana! Fiz uma fotinho (ou melhor, fiz um book, mas tive que selecionar só algumas) de cada um dos dogs que são meus companheirinhos de todos os dias. Sério gente, olhem que coisinhas mais fofas!

Duty

Bidu

Lady e Princesa

Não tem como não se apaixonar né!!! Meu pai tem adoração por Yorkshires e eu convivo com esses amorzinhos todo o dia! 😀 Enfim, estou dando uma de irmã babona, porém a verdade é que os filhotes estão com dois meses e eu babo neles todo tempo, hehe!!! Mas voltando ao mundo dos livros…

Essa semana não tivemos eventos por aqui, eita cidade parada!!! Entretanto, fiquei muito feliz com a divulgação da capa e sinopse do livro Minha Vida Fora de Série, da escritora Paula Pimenta. Não é segredo pra ninguém que eu AMO os livros desta mulher (resenhas aqui) e estou super ansiosa por esta nova série que ela irá lançar na XV Bienal do Livro Rio de Janeiro (invejinha de quem estará lá)!!! O mistério da protagonista finalmente foi revelado, tchan, tchan tchan, tchan:

“Mudar de cidade sempre é difícil, mas fazer isso na adolescência é algo que deveria ser proibido. Como começar de novo em um lugar onde todos já se conhecem, onde todos os grupos já estão formados, onde ninguém sabe quem você é? No começo, Priscila não gosta da ideia, mas aos poucos percebe que pode usar isso a seu favor, tendo a chance de ser alguém totalmente diferente. Mas será que o papel que ela escolheu é aquele que ela realmente quer representar? Aos poucos ela descobre que além da nova cidade, há algo mais importante a se conhecer: ela mesma.”

A capa ficou LINDA DEMAIS, eu amei de paixão!!! E vocês, gostaram? Para quem for sortudo o suficiente e que estará presente na Bienal, o lançamento será dia 10/09, as 16:00 horas no estande P09 da Editora Autêntica/Gutenberg.

Por hoje era isso, acho que já escrevi demais! Só para avisar, comecei a escrever o Book Blogger Hop, as postagens serão no domingo. Então, não esqueçam de dar uma conferida amanhã! Beijos e até a próxima!

Anúncios

Harlan Coben – Silêncio na Floresta

Olá gente bonita! Hoje estou aqui para atender um pedido da Carol, escritora do blog Histórias no Ônibus, que é muito legal e também é aqui do RS! Se vocês quiserem me fazer feliz assim como ela fez, peçam resenhas no post Já li em 2011… 🙂

Este é um livro que li há pouco tempo e que ainda está fresquinho na memória. Tenho que confessar antes de mais nada que eu AMO este autor. Eu sou completamente apaixonada por romances policiais, e Harlan Coben é um dos mestres contemporâneos do gênero!!! Sério, ele escreve bem demais! Reviravoltas, suspense, romance e muito mais te esperam em qualquer obra dele que você resolva ler.

Este livro em especial me chamou a atenção pela capa, que eu acho fantástica! Não me perguntem exatamente o porquê, mas acho a capa mais bonita dos livros dele publicados aqui no Brasil. Enfim, ela passa muito bem o mistério que envolve toda a trama.

Paul Copeland é um promotor público prestigiado que está trabalhando no caso mais importante de sua carreira. Ele tem uma filha de seis anos e uma vida boa. Mas, depois de estranhos acontecimentos e um assassinato em que ele se envolve, uma trágica lembrança do passado começa a vir a tona, sob a forma de muitos mistérios.

Há muitos anos, em um acampamento de verão as margens de uma extensa floresta, quatro adolescentes tiveram um final horrível e prematuro para suas vidas. Dentre eles a irmã de Paul, Camille. Os corpos de dois dos jovens foram encontrados degolados, com requintes de crueldade, os outros dois, incluindo o de Camille, nunca foram encontrados.

Diante de circunstâncias cada vez mais misteriosas e que ameaçam trazer uma nova luz aos acontecimentos daquela noite, ele se vê forçado a encarar fatos e pessoas do passado que gostaria de esquecer. Entre elas está Lucy, seu primeiro e grande amor, que estava com ele no acampamento e também se culpa pelo ocorrido.

Em meio a cenas maravilhosas em tribunais (já falei que adoro romances que tratam de advocacia? São tão empolgantes!), perseguições e mentiras, vamos encaixando as peças de um complexo quebra-cabeça, que tem peças somadas e subtraídas a todo momento de forma magistral pelo autor.

Esta é uma obra em que você tenta descobrir a resposta e muda de ideia várias vezes, os suspeitos aumentam e a trama fica cada vez mais inacreditável e surpreendente. O melhor de tudo é a forma com que Coben nos faz enxergar a humanidade e imperfeição em todos os personagens, todos em erros e acertos, têm culpa e procuram redenção!

Recomendadíssimo a todos os públicos, mas em especial aos amantes deste maravilhoso estilo que é o romance policial!

Avaliação (de 1 a 5):

Harlan Coben – Não conte a ninguém

Amei. Amei. Amei!

Durante esta semana eu estava passando por um momento muito crítico quanto à literatura. Eu não conseguia ler nada. Todos os livros que eu pegava acabavam sendo descartados após vinte páginas. Via defeito em tudo: não gostava da história, da narração, dos personagens, de nada. Vocês devem imaginar como é difícil para uma pessoa como eu, acostumada a ter sempre um livrinho na bolsa para todas as ocasiões ociosas, não conseguir ler. Não sei se era falta de motivação (embora seja difícil porque eu queria mesmo ler), ataque de nervos ou simplesmente eu estava mais crítica em relação à produção literária, mas o fato é que essa abstinência estava me deixando louca.

Foi então que eu vi na minha estante “piscando para mim” este livro de Harlan Coben. Eu já havia lido Cilada e tinha amado, então pensei, por que não? Afinal, já tinha tentado de tudo e nada me motivava a ler. Comecei despretensiosamente e para minha surpresa, após apenas três páginas eu estava fisgada. Não consegui parar. Li no ônibus indo para o trabalho, no horário de almoço, no ônibus da volta e quando cheguei em casa, tinha terminado. Que emoção. E que livro ótimo. O autor confirmou tudo que eu já pensava sobre ele tendo lido apenas uma obra. Que é genial, criativo, envolvente, emocionante, misterioso e cheio de suspense. Sua narrativa é fluida, de fácil compreensão e recheada de ação e suspeitas do início ao fim. O que estava faltando nos outros livros era me prenderem logo no início, adoro tramas que me cativam de imediato!

“Não conte a ninguém” é um romance policial de cinco estrelas para mais. Logo no começo, conhecemos o Dr. David Back e sua esposa Elizabeth, que voltam todo ano ao local de seu primeiro beijo para fazer uma marca na árvore próxima ao lago aonde começaram a sua história (sério, que romântico)! Porém o que eles não esperavam era serem atacados por um serial killer, que fere David e leva Elizabeth embora. Três dias depois, seu corpo é encontrado com diversos sinais de violência e com a letra K marcada a ferro no rosto (marca registrada do assassino). Oito anos se passam e o valente Dr. Beck ainda não consegue levar adiante sua vida sem sua amada. Porém, no dia do aniversário do primeiro beijo, ele recebe um estranho e-mail que pode por a prova sua convicção nos fatos daquele dia macabro. De repente sua certeza de que a mulher está morta começa a ruir e ele entrará numa corrida contra o tempo para provar a polícia que não matou Elizabeth.

Nada disso que eu escrevi é spoiler hein, está tudo na sinopse. O enredo é de tirar o fôlego, a cada nova página uma revelação, um personagem secundário que se mostra muito importante e uma pista para compor um intrigante quebra-cabeça montado por Coben. Não dá para dizer mais muito sobre a história porque a graça de todo o livro está no suspense e no mistério. Só posso recomendar muitíssimo que leiam alguma obra deste autor e se surpreendam com a qualidade de sua escrita.

Avaliação (de 1 a 5):

Harlan Coben – Cilada

Cilada é o primeiro livro que leio de Harlan Coben e quase me fez sair correndo para a livraria comprar os demais livros do autor lançados por aqui (o que me impediu foi única e exclusivamente a falta de dinheiro e o meu namorado que pega no meu pé quando gasto demais com leitura).

Sempre fui fã de livros policiais, e Coben é um maravilhoso exemplo deste tipo de literatura. Sua escrita é envolvente, viciante e a trama consegue ser bem amarrada de um jeito único. Nada de pontas soltas ou de se perguntar quem fez ou não tal coisa. É tudo explicado divinamente e de forma leve.

A estória começa com Dan Mercer, assistente social, que recebe um telefonema de uma adolescente pedindo ajuda. Ele vai até uma casa onde é surpreendido por uma equipe de TV de um programa sensacionalista que afirma que ele é um pedófilo que foi até lá para ter relações com uma menor de idade. Ele acabe sendo inocentado por falta de provas, mas é morto logo em seguida.

Além disso, temos a estória de Haley McWaid de 17 anos. Uma aluna exemplar que não volta para casa em certa noite e está desaparecida há três meses sem pista alguma sobre seu paradeiro.

E na junção destas duas tramas está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan, mas que desconfia que ele fosse inocente. A partir de uma série de pistas ela vai investigar a fundo para descobrir a verdade.

Como disse, o enredo se completa de forma divina, o enlace das duas estórias foi muito bem feito e cada página era uma nova surpresa. Os personagens mais odiados podem vir a ser os mais amados e vice versa, tudo pode mudar até a última página.

E o mais incrível é que mesmo lidando com uma estória de conteúdos pesados o autor consegue dar um final maravilhoso, surpreendente e feliz ao livro!

Já tenho aqui em casa “Não conte a ninguém” para ler e pretendo adquirir mais livros de Coben assim que possível (dica: eles estavam em promoção na Saraiva por R$ 19,90 da ultima vez que estive lá no encontro de blogueiros da ID).  Leiam!!!

Avaliação (de 1 a 5):