Volta ao Mundo em Sete Dias #25

Olá queridos leitores!

Mais um sábado chegou e com ele uma voltinha pelo mundo da leitura 🙂

Essa semana foi de organização depois da viagem, muito trabalho, muitas contas pra pagar, etc… se bem que essa última parte é até melhor esquecer né 😛

O bom de estar de volta é que aqui, incrivelmente, tenho mais tempo para me dedicar aos meus livrinhos não lidos, cuja pilha começa a ficar assustadoramente grande!!! Essa semana eu li:

  • A Estrela Mais Brilhante do Céu – Marian Keyes
  • Tap & Gown – Diana Peterfreund
  • Não sou este tipo de garota – Siohban Vivian
  • A Caminho da Sepultura – Jeaniene Foster
  • E, no momento, estou lendo Como (quase) namorei Robert Pattinson – Carol Sabar.

Sério, adorei todos eles!! A Marian, como sempre, me surpreendeu muito com o livro novo, que é lindo! Não resisti à espera absurda pela qual a Galera Record está fazendo os leitores da série Sociedade Secreta passar e li o último volume em e-book… Sim, eu sei que é moralmente errado. Porém me consolo em saber que sempre que recorro à este tipo de leitura acabo comprando a obra quando é lançada aqui. É uma forma de dar os devidos créditos ao autor, coisa que considero fundamental.

Não sou este tipo de garota me surpreendeu positivamente porque não esperava quase nada do livro e acabei me ligando  bastante à história. Li super rápido e gostei muito da mensagem que ele passa. Não é nenhum must read, mas recomendo o livro aos apreciadores do gênero. Já A Caminho da Sepultura foi a melhor leitura desse ano até o presente momento!!! Amei o livro, amei os personagens e amei a história. Mais elogios na resenha, a ser publicada em breve.

Sobre Como (quase) namorei Robert Pattinson, tudo que tenho a dizer é: hilário! Estou adorando o livro, super engraçado e divertido! A protagonista é muito original e cativante, por enquanto, livro recomendado!

Quando voltei de viagem, estavam a minha espera alguns pacotes (adoro) que os correios haviam entregado ô/ Nada melhor do que chegar em casa e encontrar vários deles esperando!

De trocas no Skoob, recebi:

  • Escola de Espiãs – Ally Carter
  • Estrela da Noite – Alyson Noel
  • Infinito – Alyson Noel
  • A Caminho da Sepultura – Jeaniene Foster

Também fiz uma troca de marcadores, e a fofa da Daiana – colunista do blog Diário de Uma Leitora Compulsiva – que me mandou essas belezinhas *-* Amei todos, muito obrigado querida!

Bem, por hoje era isso! Agora preciso correr pois hoje é o segundo Chá de Fralda do Davi, meu futuro irmãozinho, o qual não vejo a  hora de conhecer *-* Chega loooogo março!!!

Beijos e até a próxima semana 🙂

Teri Hall – A Linha

A linha, da japonesa Teri Hall, me surpreendeu muito durante a narrativa. Eu comecei a ler esperando demais do livro (erro que, infelizmente, eu às vezes cometo) o que me frustrou, porque o início é vagaroso e faz uma grande introdução do mundo existente na trama. Porém, a narrativa logo engrenou e eu me vi curiosa sobre muitas das coisas que aconteciam no livro, o que sempre é um indício de que a leitura vale a pena.

Rachel é uma garota que foi conservada do mundo lá fora por sua mãe, Vivian, durante toda vida. Ela mora na Propriedade, onde a mãe trabalha de governanta, e praticamente nunca sai de lá. Mas a proximidade com a Linha traz uma enorme curiosidade e atração na jovem. Só que ela nem imagina os segredos por trás da criação da Linha e nem os segredos de sua família, que a matriarca escondeu tão bem. Sua educação é feita em casa e, aos poucos, vamos descobrindo o que ela sabe sobre os Estados Unificados e o que eles têm a ver com a criação do Sistema de Defesa criado tantos anos antes.

Na trama criada pela autora, os Estados Unificados (afinal, Unificados ou Unidos não dá tudo na mesma?!) são uma nação poderosa que governa com punhos de ferro a população. Até aí nada de novo (até porque o livro me lembrou de muitos outros): Jogos Vorazes, Feios e outros tantos livros tratam do mesmo tema. Porém o que aconteceu é que o mundo estava entrando em guerra (o que também não é uma grande novidade) e uma nação vizinha estava prestes a atacar. Usando a proteção como desculpa, o Governo resolve então criar uma linha que divide os Estados Unificados para servir de barreira contra o ataque.

Claro que a ideia de criar uma barreira contra o inimigo era ótima. Só que a Linha deixava de fora várias cidades. Cidades que não foram alertadas e num belo dia a população simplesmente acordou com uma barreira elétrica invisível e impossível de ser trasposta no meio de suas cidades. Eles se descobriram abandonados por seu governo e país, e ficaram a deriva quando as bombas chegaram e arrasaram tudo que estivesse fora da Linha. Imagine que você mora em uma cidade e trabalha em outra. Num belo dia você acorda e vai para o trabalho, só que bate em um muro elétrico e não consegue ultrapassá-lo. Você entra em desespero, mas pensa que isso logo irá passar, só que não passa. Então, não mais que de repente, bombas atômicas são lançadas sobre você e todos os outros que tiveram a infelicidade de ficar do lado errado.

É mais ou menos esta a ideia que Teri nos passa durante o enredo. Tive muita pena das pessoas que foram abandonadas e pena de Rachel por não saber ou entender tudo o que aconteceu em seu país. Ela está curiosa com a proximidade da Linha e as várias lendas sobre os Outros (momento Lost do livro), que viveriam naquele outro lado. A partir de alguns acontecimentos pontuais, uma série de fatos vai chegando ao conhecimento da garota, inclusive sobre seu passado e seu pai (que está morto).

Devorei as páginas morrendo de curiosidade para descobrir mais e o final foi bem satisfatório. Por se tratar de uma série, a maioria das coisas é deixada em aberto, mas acredito que o próximo livro (Away) será ainda melhor pelo cenário novo em que ela viverá.

Os pontos negativos foram a falta de originalidade (se você ainda não percebeu o meu sarcásmo nos parágrafos acima) e a falta de descrições mais detalhadas (eu fiquei curiosa com a idade de Rachel), assim como a demora em escrever sobre a Linha e seu outro lado. É um livro que não chega perto de ser perfeito, mas que eu gostei de ler e considerei bom. 🙂 O mistério e o suspense dão um clima gostoso à leitura e eu recomendo a obra!

Avaliação (de 1 a 5):

P. C. Cast – Deusa do Mar

Deusa do Mar, romance da escritora P. C. Cast (famosa pela série escrita em parceria com sua filha Kirsten Cast, House of Night) é o segundo livro que eu leio sobre sereias. Posso afirmar com sinceridade que gostei muito deste tema e que as histórias são muito boas. Esta obra também tem seus méritos, apesar de algumas inconsistências e fraqueza da narrativa de Cast em alguns momentos.

Christine Canady é uma sargento das Forças Aéreas dos Estados Unidos que, na noite de seu aniversário resolve fazer um ritual para pedir à deusa Gaia magia em sua vida. (Na verdade as inconsistências já começam por ai, pois achei muito forçado uma mulher como ela fazer este tipo de ritual mágico assim, do nada).

Ela acaba sofrendo um acidente de avião no dia seguinte e cai no mar, onde encontra uma sereia chamada Ondina que se oferece para trocar de corpo com Chris. Ela aceita e se transforma naquela linda sereia, porém havia um forte motivo para Ondina querer trocar de lugar com ela: Sarpedon. Este tritão é meio-irmão da sereia e deseja a irmã ardentemente, fazendo de tudo para possuí-la. Logo que Chris passa pela transformação é atacada por ele. A moça consegue fugir, mas sabe que está em perigo no mar. Por isso, com ajuda da deusa Gaia ela se refugia em terra como humana. Acontece que ela sente saudades de Dylan o tritão sexy que a salvou enquanto ainda era uma sereia. Agora tudo que ela mais deseja é voltar para o mar e para os braços de seu amor.

O livro não foi dos melhores que eu já li pelas incoerências que se apresentam (como o fato de Ondina na verdade ser uma interesseira, pois sabia que Chris corria perigo mas em nenhum momento alguém fala sobre isso, ou o fato de que não sabemos o que aconteceu com o corpo de Chris que Ondina estava usando e no final os acontecimentos ficam totalmente sem pé nem cabeça graças a isso). Mas no geral achei uma leitura leve e que serve muito bem para passar algumas horas agradáveis.

Avaliação (de1 a 5):

Lili St. Crow – Traições

Traições, de Lili St. Crow é o segundo volume da série Strange Angels. Se você ainda não leu a resenha do primeiro livro que eu escrevi aqui no blog, não perca tempo!

No volume anterior conhecemos Dru Anderson, uma garota durona que passa por poucas e boas vivendo no Mundo Real, onde os monstros de nossos piores pesadelos são reais. Ela já perdeu a mãe, a avó e o pai. Mas depois de enfrentar diversos perigos ela encontra em Graves e Christophe a ajuda de que precisa.

O livro começa exatamente onde parou o primeiro. Dru chega à Schola onde Christophe a levou para ficar sã e salva. (Super idêntico ao livro Tormenta, se me permitem dizer)… Ali ela vai conhecer outros djamphir e garotos lobisomens.

Dru acaba de descobrir que é uma svetocha, meio-vampira, e que seu sangue é muito perigoso, principalmente agora que ela está prestes a desabrochar. Por isso os chupa-sangues (como a autora chama os vampiros) estão atrás dela o tempo todo. A garota ainda tem de lidar com o medo de um novo encontro com Serjeg, o chupa-sangue que matou sua mãe e transformou seu pai em zumbi.

Bem, o que posso dizer sobre o livro?! No meu ver, 300 páginas se passaram e nada demais aconteceu. A tão falada traição que dá nome ao livro ainda não está bem declarada para mim e a tradução continua deixando a desejar. Se você já leu a resenha do primeiro livro sabe o quanto eu fiquei chateada com a quantidade de expressões esdrúxulas e uso do “cê” como pronome. Felizmente eles aboliram o “cê” deste livro, porém expressões como pelamordedeus e meudeusdocéu escritas exatamente desta forma e repetidas vezes (quando digo repetidas quero dizer repetidas meeeeeeesmo) quase me levaram à loucura.

O uso da narração em primeira pessoa continua atrapalhando muito o desenvolvimento da leitura porque, convenhamos, a cada fala de um personagem temos de ler três parágrafos de pensamentos de Dru antes de saber a resposta para o diálogo. E depois de certo tempo os pensamentos da garota ficam chatos! Além do uso constante de palavrões por todo mundo, isso me deixou mega irritada. Não estou acostumada com este tipo de literatura tão pesada. Faz parecer que todos os adolescentes do mundo tem a boca suja e não conseguem dizer uma frase sem a palavra porra.

O que continua salvando Lili St. Crowd é a qualidade de sua trama. O enredo e a estória em si são muito bons. A série tem tudo para dar certo. Com um pouco mais de esforço da editora na tradução e se a autora passasse a nos apresentar a visão de outros personagens o livro seria perfeito.

Eu recomendo esta série por ser tão diferente de tudo que já lemos, tem muito potencial. A editora poderia ter mantido o título original, como fez no primeiro volume. Assim como na série Fallen, de Lauren Kate, ficou muito esquisito o primeiro volume em inglês e o segundo traduzido. Mas enfim, eu até daria 4 estrelas, mas o final não me animou tanto. Eu espero que o próximo volume seja melhor desenvolvido pela autora e estou ansiosa por Jealousy e Defiance.

Avaliação (de 1 a 5):

Livros desejados #2

Estou trazendo novamente minha lista de futuras aquisições! Mal posso esperar para ter em mãos estes livros maravilhosos 😀 Se pudesse iria hoje mesmo comprar todos!

Li uma resenha apaixonada da Nanda do Viagem Literária sobre este livro e desde então só penso em lê-lo. O tema é óbvio pelo título e estou muito curiosa para ler um Young Adult Sobrenatural sobre as sereias!!! A trama toda parece ter muito suspense e ação, a protagonista já me encantou somente com as resenhas, imagina então quando eu ler! Sem falar que a capa é linda né, adorei! Parabéns à Editora Versus pela belíssima edição!

A viajante do tempo é outro livro que desejo depois de ler uma resenha no Viagem Literária e pelo que li sobre a série é FANTÁSTICA! Pena que é tão cara! Mas aproveitem pois no blog da Nanda está rolando uma promo com esta obra 😉 Depois de ler A mulher do viajante no tempo este tema é favorito para mim, e pelo que li sobre a série, esta obra é rica em história e romance, duas coisas que eu amo!

Liberte meu coração é um dos lançamentos da Galera Record mais esperados do ano. O livro é um romance histórico escrito por Mia Thermopolis, a protagonista da série O diário da princesa de Meg Cabot. Quem já leu o último volume da coleção, sabe que o romance de Finnula é demais! A capa recém foi divulgada, por isso acho que ainda demora um pouco para vê-lo nas bancas! Mas tenho certeza de que vale a pena a espera.

O sonho do súcubo é o terceiro volume da série que conta a estória de Georgina Kincaid! Eu sou muito fã desta coleção e também da autora Richelle Mead. O destino de Georgina é incerto e não me aguento mais de curiosidade para ler esta obra! Os personagens são muito divertidos e existe todo tipo de ser sobrenatural: demônios, anjos, duendes, ícubos e súcubos!

Firelight desponta com um enredo novo no mundo dos YA’s Sobrenaturais: os dragões. Assim como Sereia, estou louca para saber como a temática será abordada! Já li tanto criticas negativas quanto positivas e todas servem para aumentar a minha vontade de ler a obra. Também amei a capa, que foi mantida original (pelo visto as editoras se cansaram das reclamações e adotaram mais a política de manter as capas)…

Em chamas é o segundo volume de Jogos Vorazes e promete ser ainda melhor (se é que isto é possível) que o primeiro. Já encomendei o meu e conto os dias para sua chegada. Vai para o topo da minha lista de leituras. Esta série é OBRIGATÓRIA para todos hein 😉 Nada se compara a narrativa de Collins. Jogos vorazes é perfeito e me deixou afoita pela continuação. Aliás a Editora Rocco está de parabéns por não demorar quase dois anos para lançar o segundo volume!

Vidas Secretas está me conquistando pela capa maravilhosa e por ser mais um YA sobrenatural que virou febre nos EUA. Porém o mistério do livro é que tipo de ser sobrenatural está envolvido na trama, então não posso dizer sobre o que se trata. Só sei que estou muito curiosa!!!Li uma resenha muito legal sobre ele no Leitora Compulsiva, dêem uma olhadinha 😉

Soul Love eu vi no skoob da Nanda, na página de desejados e a capa me chamou atenção (também né, muito fofa)! Pesquisei mais e acabei descobrindo uma estória envolvente que não vejo a hora de devorar. Quando eu ler, conto para vocês o que achei 😉